SP apresenta a menor taxa de inflação desde outubro

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 13 de março de 2003 as 08:41, por: cdb

A inflação do município de São Paulo ficou em 1,20% nos últimos 30 dias encerrados em 7 de março, segundo dados do IPC (Índice de Preços ao Consumidor) da Fipe divulgados nesta quinta-feira.

A taxa é a menor desde a terceira semana de outubro, quando a inflação havia ficado em 1,07%, e confirma a desaceleração da alta dos preços.

O índice fechado de fevereiro, divulgado na última segunda-feira, havia apontado inflação de 1,61% na cidade de São Paulo, bem abaixo dos 2,19% de janeiro. Na primeira quadrissemana de fevereiro (medição de 8 de dezembro a 7 de fevereiro), a taxa de havia ficado em 2,23%.

As taxas fechadas de janeiro e fevereiro ficaram bem acima do que esperava o coordenador da pesquisa de preços da Fipe, Heron do Carmo.

Ele projetava inflação em torno de 2% no acumulado destes dois meses, mas a taxa acumulada chegou a 3,84%. Por esta razão, o coordenador do IPC-Fipe elevou sua projeção de inflação para o ano de 7% para 9%.

No entanto, ele acredita que o ritmo de alta dos preços deve ter recuo mais significativo a partir de março. Para este mês, ele projeta taxa em torno de 0,80%. Ele explicou que o aumento dos transportes coletivos não vai mais pressionar o índice e que os produtos “in natura”, que estão puxando a alta dos alimentos, devem ficar estáveis.

Na primeira quadrissemana de março, no entanto, o grupo Transportes continuou a pressionar a inflação, com alta de 2,61%. Os demais grupos apresentaram as seguintes variações: Alimentação (1,74%), Despesas Pesoais (1,01%), Vestuário (0,82%), Habitação (0,59%), Saúde (0,28%) e Educação (0,28%).

A primeira prévia do IGP-M de março, divulgada na noite desta quarta-feira, também mostrou desaceleração nos preços. O índice ficou em 0,63%, menor do que os 0,89% registrados na primeira prévia de fevereiro.