Sony busca mercado para robôs

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 30 de março de 2003 as 19:03, por: cdb

Mesmo atraindo as atenções com a criação de robôs como o pequeno humanóide SDR, a Sony ainda enfrenta problemas para encontrar consumidores dispostos a adquirir suas invenções, de acordo com uma reportagem publicada no MSNBC.com .
Quando a fabricante japonesa apresentou a mais recente versão do SDR — robô que canta, fala e anda em esbarrar em nada — há um ano, os executivos esperavam ter um modelo no mercado, até o final do ano, pelo preço aproximado de um carro de luxo.

A estratégia, entretanto, revelou-se um tanto ambiciosa e a companhia ainda tem dificuldades para definir o que os consumidores realmente buscariam em um robô humanóide e quanto pagariam por isso.

Com a versão atualizada do SDR, a Sony — que acumula uma experiência bem-sucedida de vendas com o cão-robô, Aibo, lançado em 1999 — espera ganhar mercado em poucos anos. Entretanto, sua abordagem de mercado mais voltada para o entretenimento se diferencia da estratégia de empresas como a concorrente Honda, cujo robô Asimo tem a função de tornar-se um ajudante doméstico.

Por enquanto, o SDR pode conversar apenas em japonês, mas os engenheiros da Fujita e da Sony informaram que estão trabalhando em versões do robô que falam inglês e outras línguas.