Soninha volta à Época para questionar atitude da tevê Cultura ao demiti-la

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 26 de novembro de 2001 as 12:24, por: cdb

A apresentadora Soninha voltou às páginas da revista Época na edição dessa semana. Só que dessa vez foi para discutir sua demissão, acarretada pelas declarações sobre maconha dadas à publicação na semana anterior.

Em um artigo, Soninha questionou a amplitude de sua influência sobre a juventude, motivo alegado pela TV Cultura para demiti-la, pois, segundo a empresa, dizendo que fuma maconha poderia estar induzindo adolescentes a fazer o mesmo. “Ah, se eu tivesse todo esse poder de influência que me atribuem… Os jovens que me vêem não teriam mais nenhuma relação sexual sem camisinha, não jogariam lixo no chão, leriam livros e jornais, acompanhariam de perto a política…”, disse.

Para a apresentadora, a decisão da emissora foi errada e tomada apenas para auto-proteção de imagem. Ela acredita que foi perdida uma grande chance de debater o caso e, assim, fazer os jovens pensarem sobre os problemas que envolvem o consumo de drogas e , principalmente, o tráfico das mesmas. “Em nome da educação dos jovens, a Cultura poderia ter me obrigado a falar, chance que outros veículos estão me oferecendo. Para proteger, na verdade, sua imagem (e não a sociedade!), ela me proibiu de dizer qualquer coisa. No Brasil, muitas vezes é mais fácil agir de maneira errada, com propinas, subterfúgios, mentiras. Eu não consigo me conformar com isso e seguir compactuando com essa farsa”, afirmou.