Soldados dos EUA apresentam altos índices de suicídios

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 26 de março de 2004 as 03:07, por: cdb

As taxas de suicídio entre os soldados dos Estados Unidos posicionados no Iraque são mais altas do que a média no Exército, e quase 75% deles estão com a auto-estima baixa. A conclusão é de um estudo divulgado na última quinta-feira pelo Exército.

O relatório destaca que o baixo moral responde à incerteza dos soldados sobre o tempo que devem prestar serviço no Iraque e à frustração pelas missões que duram mais do que o previsto.

– Os soldados da Operação Liberdade para o Iraque sofrem de níveis preocupantes de saúde, comportamento e estresse e baixos níveis de moral pessoal – aponta a pesquisa.

– Os militares expressaram seu desejo de ajuda com seus problemas de saúde e comportamento, mas também colocaram barreiras para receber ajuda – acrescenta.

O estudo, o primeiro do gênero em uma região de combate, foi solicitado pelo Comando Geral do Exército em julho, depois de cinco suicídios.

A pesquisa mostra que o índice de suicídio no Iraque é superior à média do Exército, apesar de ser inferior à taxa da população americana entre homens jovens. A taxa de suicídio é de 17,3 em cada 100 mil soldados no Iraque, enquanto a média no Exército inteiro é de 12,8. Este índice, no entanto, é inferior entre a população americana, que é de 21,5 entre homens de 20 e 34 anos em cada 100 mil habitantes.