Sobe para 17 o número de mortos no atentado em Filipinas

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sábado, 10 de maio de 2003 as 11:35, por: cdb

Os dados oficiais mais recentes indicam que já são 17 os mortos no atentado ocorrido neste sábado na localidade filipina de Koronadal (Mindanao) que também deixou pelo menos 19 feridos, quatro deles em estado crítico.

O coronel Agustín Dimaala, do comando regional, disse que cinco das vítimas morreram no momento em que uma bomba explodiu num mercado público da localidade, e o resto no hospital. Acredita-se que dois dos primeiros cinco mortos sejam os terroristas que colocaram o explosivo.

O atentado ocorreu às 15.40 horas (4h40 de Brasília) de hoje em Koronadal, uma cidade de população majoritariamente cristã situada na província de Cotabato do Sul, 960 quilômetros ao sul de Manila. Segundo Dimaala, a bomba estava “dentro de uma bolsa”.

Pouco depois do ataque terrorista, as forças de segurança desativaram uma segunda bomba, também de fabricação caseira, que se encontrava a 20 metros do mercado, em frente à estação de bombeiros da cidade.

Há menos de um mês, o chefe do distrito e seu guarda-costas morreram em Koronadal devido a um ataque com granadas.

Por enquanto, nenhum grupo guerrilheiro assumiu a autoria do atentado. O porta-voz da Frente Moura de Libertação Islâmica (FMLI), Eid Kabalu, afirmou hoje que a organização não tem qualquer relação com o fato.

A FMLI é a maior organização separatista que age em Mindanao e esta semana o Governo suspendeu as conversações de paz com o grupo devido a um ataque rebelde no qual morreram 25 pessoas em Zamboanga do Norte, também na região.