SMS quer garantir atendimento a gestantes de alto risco

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 26 de janeiro de 2012 as 16:34, por: cdb

          Equipe liderada por Arita Bergmann, realizou, na manhã de ontem (25), no gabinete da secretária de Saúde, uma reunião com representantes dos municípios de Arroio Grande, Pinheiro Machado e Piratini, e presença da 3ª CRS, para avaliação da demanda crescente, nas últimas três semanas, de gestantes de baixo risco, oriundas de outros municípios, que realizaram o parto em Pelotas. “O aumento de mulheres que vieram a Pelotas para ter seus bebês foi bem acima da média histórica dos últimos cinco anos. Em três semanas, foram 61 casos, o que constitui uma situação preocupante. Ainda que Pelotas seja referência em saúde para os municípios vizinhos, precisamos tomar providências para mudar este quadro e, assim, poder garantir atendimento às gestantes de alto risco de Pelotas e cidades bem próximas”, alerta a secretária.
          Para se ter uma ideia, enquanto a média de gestantes de baixo risco vindas de Piratini, nos últimos cinco anos, foi de 2/mês, nas últimas três semanas já somaram 6 pacientes. Gestantes oriundas de Arroio Grande também aumentaram de 6/mês para 9, em três semanas. O aumento significativo tem mantido as maternidades lotadas, exigido a busca por leitos extras e, sobretudo – e mais preocupante –, se prosseguir assim, poderá impossibilitar que Pelotas acolha as futuras mamães do Município e de cidades bem próximas que não possuem hospital, a exemplo do Capão do Leão, que normalmente viriam para cá.         
          Ficou marcada uma nova reunião para o dia 31 deste mês, na qual a SMS pretende reorganizar as referências para gestantes de baixo risco e avaliar a possibilidade de outros hospitais da região oferecerem uma retaguarda maior. De modo que Canguçu poderia se responsabilizar por pacientes do Morro Redondo e Santana da Boa Vista, por exemplo, e Jaguarão poderia ficar encarregado das de Herval e Arroio Grande.

          Veja os números:
*Nas últimas três semanas, os hospitais de Pelotas atenderam 61 gestantes de baixo risco de outros municípios, destas:
06 – Piratini
07 – Pedro Osório
05 – Pinheiro Machado
09 – Arroio Grande
04 – Herval.

Data: 26/01/2012
Hora: 17:10
Redator: Joice Lima – 025029
Fotógrafo: Janine Tomberg / Arquivo ASCOM –