Skaf: Brasil deve aproveitar liberação das cotas para ganhar mercado americano

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 13 de junho de 2003 as 14:59, por: cdb

O presidente da Associação Brasileira da Indústria Textil, Paulo Skaf, alertou nesta sexta-feira que Brasil deve se aproveitar da liberação das cotas hoje impostas pelos EUA aos produtos brasileiros para ganhar competitividade no mercado americano.

Ele observou que, em janeiro de 2005, essas cotas deixarão de ser exigidas sobre as remessas brasileiras, mas para a China as restrições vão continuar até 2009, conforme o período de carência estabelecido quando esses países ingressaram na Organização Mundial do Comércio (OMC).

Na avaliação de Skaf, esta vantagem dever ser bem aproveitada para que o Brasil conquiste mais espaços no mercado americano. O empresário deu essas declarações ao participar do semeinário “Ideologia à parte, tudo sobre a Alca”, na Câmara Americana de Comércio, em São Paulo.

No encontro ele destacou que os 33 paises da Alca consomem cerca de 50% das exportações do Brasil, volume correspondente ao movimento financeiro de US$ 27,5 bilhões em 2002, com um superávit de US$ 8 bilhões.