Sistema penitenciário terá plano de ações em janeiro

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 27 de dezembro de 2010 as 10:49, por: cdb
Medidas visam a conter a crise no sistema penitenciário do país

O sistema penitenciário será prioridade no governo da presidenta eleita, Dilma Rousseff, afirmou o secretário de Justiça e Direitos Humanos do Amazonas, Lélio Lauria. Ele e o ministro da Justiça da nova gestão, José Eduardo Cardozo, se reuniram na última semana para tratar de medidas que visam a conter a crise no sistema penitenciário do país.

– A reunião foi muito boa. Fizemos um relato da situação do sistema penitenciário. O ministro pediu para eu elaborar um documento com várias propostas sobre os principais temas da área, como o déficit de vagas, os presídios federais e os presos que estão encarcerados em delegacias –, afirmou Lauria, que também é presidente do Conselho Nacional de Secretários de Justiça, Direitos Humanos e Administração Penitenciária (Consej).

Segundo ele, Cardozo vai se reunir com secretários estaduais e representantes do conselho ainda em janeiro para traçar um plano de ações para a área.

– Acho que as coisas vão começar a andar a partir de agora. Não adianta investir em segurança pública sem investir no sistema penitenciário.

O Departamento Penitenciário Nacional (Depen) também entrou na pauta da reunião.

– Cardozo me falou que nos próximos dias vai indicar o novo diretor do Depen, porém ainda não revelou o nome. Ele garantiu que o indicado vai trabalhar conosco a partir de janeiro.