Sinais de fraqueza na economia dos EUA abalam mercados financeiros no mundo

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 14 de março de 2007 as 11:37, por: cdb

As principais bolsas da Europa abriram nesta quarta-feira em baixa – refletindo a insegurança do mercado sobre a economia norte-americana que já abalara os pregões da Ásia e dos Estados Unidos no dia anterior. O índice FTSE da bolsa de Londres abriu em baixa de 1,8%. Na Ásia, a bolsa do Japão fechou em baixa de 2,9% e, na terça-feira, o Dow Jones, de Nova York, registrou perdas de 2%. As bolsas de Hong Kong, Malásia, Índia e Austrália também caíram mais de 2%.

A aceleração na venda de ações acontece justamente no momento em que o mercado começava a se recuperar das quedas que abalaram as bolsas no mês passado. Analistas dizem que a expectativa é que essa insegurança continue e que qualquer recuperação não vá durar muito.

Embora, ainda segundo analistas, as principais economias asiáticas continuem fortes, as bolsas da região estariam especialmente frágeis diante das indicações de um possível esfriamento da economia norte-americana. Os Estados Unidos, o maior mercado do mundo, são um dos principais parceiros de exportação para empresas asiáticas.

As últimas baixas foram provocadas também por preocupações com o mercado de hipotecas nos Estados Unidos. Os dados mais recentes indicam que atrasos nos pagamentos de hipotecas e ações de posse de imóveis atingiram níveis recordes nos últimos tempos. As baixas de Wall Street na terça-feira também foram motivadas por um relatório do Departamento de Comércio dos EUA que registrou um crescimento de apenas 0,1% nas vendas do varejo em fevereiro – abaixo do esperado – o que poderia indicar um esfriamento no consumo.