Sharon debate situação em Gaza

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 19 de janeiro de 2005 as 06:42, por: cdb

O premier israelense, Ariel Sharon, se reunirá, nesta quarta-feira, com o Gabinete de Segurança, formado por ministros de seu Partido Likud e do Partido Trabalhista, para debater a situação em Gaza, embora fontes militares descartem uma operação em grande escala.

O círculo de violência, que leva mais de um mês nesse território palestino, e que afeta a cidade de Sderot e outras localidades do sul de Israel, se agravou ontem, terça-feira, com o ataque de um miliciano suicida da Resistência Islâmica (Hamas).

O atacante, Omar Tabach, de 21 anos ativou uma carga explosiva que levava entre as pernas sem que os soldados que o detiveram, conseguissem impedi-lo, e causou a morte do chefe dos Serviços Secretos (Shin Bet) em Gaza, Oded Sharon, de 36 anos, além de oito feridos.

Três dos feridos, um deles em estado grave, também são agentes do Shin Bet que inspecionavam Tabach em um recinto militar, e outros cinco são soldados, com ferimentos de leves a sérios.

O atentado aconteceu pouco após a chegada à cidade de Gaza, escoltado por dezenas de agentes de segurança, do presidente da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Mahmoud Abbas, com o objetivo de conferenciar com representantes do Hamas e da Jihad Islâmica sob a ameaça de uma operação militar israelense em grande escala.