Sharon corta laços de Israel com Palestina depois de ataque

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 14 de janeiro de 2005 as 17:32, por: cdb

O primeiro-ministro de Israel, Ariel Sharon, ordenou nesta sexta-feira que todas as autoridades governamentais cortem laços com o novo governo palestino até que se coloque um fim aos ataques terroristas. A medida ocorre um dia depois que militantes mataram seis israelenses na fronteira da Faixa de Gaza.

– O primeiro-ministro instruiu todos os membros do governo a cessar contatos com a Autoridade Palestina até que ela tome as medidas necessárias para reprimir e deter o terrorismo – disse uma alta autoridade do gabinete de Sharon.

Sharon e o líder palestino Mahmoud Abbas se falaram por telefone nesta semana, no contato mais próximo entre Israel e Palestina nos últimos anos. A comunidade internacional tem depositado grandes expectativas em um encontro em breve entre ambos para discutir a coordenação da segurança na preparação para a retirada da Faixa de Gaza anunciada por Israel para ainda neste ano.

Abbas, que assumirá o cargo de presidente no sábado, condenou o ataque à fronteira de Israel com a Faixa de Gaza e reprovou as ações mortíferas de Israel contra militantes.

Israel vem considerando Abbas um homem com quem se possa negociar, após anos de afastamento em relação ao antigo líder, Yasser Arafat, morto em novembro. Mas o governo israelense disse que Abbas precisa deter os militantes seguindo o plano “Mapa do Caminho”, apoiado pelos EUA, antes que as negociações possam começar.