Setor especial garante modernização dos hospitais de Curitiba

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 27 de março de 2012 as 12:40, por: cdb

Foi assinado nesta segunda feira pelo prefeito Luciano Ducci o Decreto 471/2012 …

Baixe o Flash Player.

mais áudios da notícia

O prefeito Luciano Ducci assinou nesta terça-feira (27) o decreto 471/2012 que cria no zoneamento urbano o “setor especial Hospital e Maternidade” e estabelece ainda parâmetros diferenciados de ocupação e uso do solo para a atividade em Curitiba. “Queremos fazer de Curitiba uma cidade de referência na área da saúde, com uma forte rede pública e privada”, disse Ducci.

Com a regulamentação, os hospitais e maternidades poderão adequar espaços para investimentos em modernização, tecnologia e na melhoria do atendimento aos pacientes.  “Essa flexibilização permitirá evoluções no setor e melhor atendimento à população de Curitiba, pois muitas vezes, por conta dos parâmetros técnicos, o hospital não podia ser ampliado para avançar em tecnologia e na prestação de serviços à população”, disse Ducci.

A assinatura, no gabinete do prefeito, teve a presença de representantes de hospitais e maternidades de Curitiba. Serão atendidas 39 áreas consideradas especiais por abrigarem hospitais e maternidades. O presidente do Sindicato dos Hospitais do Paraná, Rodrigo Milano, lembra que as mudanças levam em consideração o histórico dos hospitais e a localização – a maioria em zonas residenciais.

“O prefeito Luciano Ducci teve sensibilidade e entendeu a necessidade de solucionarmos pendências para que os hospitais prestem atendimento melhor à população”, afirmou Milano.

O presidente do Conselho do Hospital Santa Cruz, Hamilton Leal, ressaltou que as atividades na área de saúde estão em constante evolução. “Um exemplo são as cirurgias, que exigem tecnologia aperfeiçoada”, disse Leal. “Curitiba não pode ficar atrás de outras capitais na oferta de medicina de alta complexidade e esse decreto vem de encontro às ampliações necessárias. O prefeito está de parabéns”.

O encontro teve a participação do presidente da Fehospar, Renato Meroli; do presidente da Compagás, Luciano Pizzatto; dos secretários municipais Suely Hass, do Urbanismo, Luiz Fernando Jamur, do Governo; e do presidente do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba, Cléver de Almeida.

Também compareceram representantes dos hospitais de Fraturas, Bom Retiro, Vitória, do Trabalhador, das Nações, Santa Cruz, Sugisawa, Evangélico, Vita, Pilar, Pequeno Príncipe, Nossa Senhora de Fátima, Madalena Sofia, Hélio Rotemberg, Nossa Senhora das Graças, da Aliança Saúde, do Cetac, Instituto de Medicina, e das maternidades Curitiba, Santa Brígida e Mater Dei.