Serra falta a debate entre pré-candidatos do PSDB

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 28 de fevereiro de 2012 as 04:34, por: cdb

Serra falta a debate entre pré-candidatos do PSDB

Pré-candidato José Aníbal disparou contra Kassab, provável cabo eleitoral de Serra, dizendo que “São Paulo não tem prefeito”

Por: Raoni Scandiuzzi, Rede Brasil Atual

Publicado em 28/02/2012, 06:40

Última atualização às 06:40

Tweet

São Paulo – Depois da desistência de dois – Andrea Matarazzo e Bruno Covas – dos quatro pré-candidatos do PSDB à prefeitura de São Paulo, os remanescentes José Aníbal e Ricardo Trípoli se encontraram na segunda-feira (27) para o último debate oficial do partido antes das prévias, dessa vez na região central da cidade. A ausência do mais novo postulante tucano, José Serra, transformou-se, porém, no ponto mais chamativo do encontro.

Tanto Trípoli quanto Aníbal demonstraram entusiasmo com a eleição interna marcada para o próximo domingo (4), descartando qualquer possibilidade de cancelamento da disputa em prol do ex-governador. “O partido está preparado para qualquer enfrentamento, o partido é muito maior que qualquer candidato”, disse Trípoli durante entrevista. Ambos concordaram que a entrada do ex-governador é legítima, mesmo com a data de inscrição de novos candidatos já ultrapassada.

O presidente estadual do PSDB, Júlio Semeghini, informou que não faria sentido Serra participar do debate sem antes oficializar sua candidatura, o que deverá ser feito nesta terça-feira (28), às 19h, durante uma reunião na sede do partido. “Quero ressaltar a importância da entrada de Serra nesse debate, tem muito a ver com grandes articulações, mas acredito muito que o processo das previas fortaleceu o partido”, destacou Semeghini.

Com um clima pouco amistoso, Aníbal se recusou a opinar sobre o peso que o apoio do prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (PSD), teria na pré-candidatura de Serra, e preferiu apontar falhas do pessedista. “São Paulo não tem prefeito”, disse o pré-candidato após criticar a atual gestão por não trazer empresas para a cidade, como a Foxconn, fabricante de equipamentos eletrônicos instalada na região de Jundiaí, no interior do estado. O PSDB faz parte da base aliada de Kassab na Câmara Municipal.

Vale lembrar que mesmo com os dirigentes tucanos defendendo a importância das prévias, na prática as figuras emblemáticas do partido no estado, como o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, o próprio José Serra, e o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, além de vários parlamentares, demonstraram pouco prestígio à disputa interna. Nenhum deles compareceu a nenhum dos debates.

Adiamento

A alteração na data das prévias também será pauta na reunião entre os tucanos nesta terça, que deverá contar com a participação de Serra. “Não estou trabalhando com a hipótese de adiamento das prévias”, disse Trípoli.

Aníbal seguiu a mesma linha de raciocínio de seu adversário. “Eu acho desnecessário qualquer adiamento, nós admitimos sem nenhuma dificuldade a inscrição do Serra nesse momento, a uma semana das prévias, mas achamos que o adiamento é totalmente desnecessário”, observou. 

O presidente estadual da sigla não assegurou a realização da consulta aos filiados na data marcada inicialmente, mas disse que o partido irá “trabalhar de todas as formas possíveis para não alterar a data”. Os dois pré-candidatos informaram que receberam ligações pela manhã do próprio Semeghini questionando sobre a possibilidade de postergarem a data das votações nos diretórios.

Os pré-candidatos remanescentes ainda sugeriram uma mova data para a realização de um debate extra, dessa vez com a participação de Serra. Semeghini disse que o assunto será discutido na reunião desta terça. “Vamos estruturar o final da campanha amanhã”, falou o dirigente.