Série Concertos no Parque 2012 tem início na capital

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 26 de março de 2012 as 15:51, por: cdb

A Fundação Clóvis Salgado dá início no sábado, dia 31, às 16h, à Série Concertos no Parque 2012, que terá neste ano, além da Orquestra Sinfônica de Minas Gerais, o Coral Lírico de Minas Gerais, ambos corpos artísticos da Fundação Clóvis Salgado. As apresentações serão realizadas no Parque Municipal Américo Renné Giannetti e têm entrada gratuita. Na abertura da temporada, o Coral Lírico de Minas Gerais apresenta um concerto com trechos de célebres óperas do compositor italiano Giuseppe Verdi, como “Va pensiero”, de Nabucco, “Libiamo ne’lieti calici”, de La Traviata, e “Grande Marcha”, de Aida. Sob regência do maestro titular do Coral Lírico, Márcio Miranda Pontes, a apresentação, terá uma hora de duração e contará com a participação do pianista Wagner Sander.

No domingo, dia 1° de abril, às 10h, a Orquestra Sinfônica retoma suas apresentações no Parque Municipal, em um concerto com obras de Beethoven e Bruch. Sob regência de seu maestro titular, Roberto Tibiriçá, a apresentação, também com uma hora de duração, terá a participação da solista Laura von Atzingen Santos Cardoso. Roberto Tibiriçá explicou a importância de eventos deste tipo. “Os concertos ao ar livre são os principais eventos para formação de novas plateias e é nesta série que podemos levar à população uma música de alto nível artístico e também apresentar jovens solistas”, afirmo.

Segundo o maestro Márcio Miranda Pontes, os concertos com o Coral Lírico no Parque Municipal têm como meta a formação de plateia e a divulgação da música coral, com um repertório variado, indo da canção popular à música erudita e da música sacra à ópera, com obras representativas de todos os períodos da história da música. Desde a criação do projeto, em 2008, as apresentações da Série Concertos no Parque com a Orquestra Sinfônica de Minas Gerais foram vistas por aproximadamente 360 mil pessoas. A entrada para os concertos é gratuita e a classificação indicativa é livre.

Coral Lírico de Minas Gerais

O repertório do Coral Lírico de Minas Gerais abrange grandes obras corais, desde a renascença até o moderno, de motetos a óperas, de oratórios barrocos a concertos corais sinfônicos. Um dos raros grupos com essas características no país, o Coral Lírico já recebeu importantes prêmios e convites para atuar ao lado das principais orquestras brasileiras, entre elas a Orquestra Sinfônica de Minas Gerais, a Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo e a Orquestra Filarmônica de Minas Gerais. O grupo possui um CD gravado com o Oficio de Trevas, do compositor colonial mineiro José Maria Xavier. Em sua trajetória, o Coral Lírico teve como regentes os maestros Luiz Aguiar, Marcos Thadeu Miranda Gomes, Ângela Pinto Coelho e Silvio Viegas, entre outros.

Orquestra Sinfônica de Minas Gerais

A Orquestra Sinfônica de Minas Gerais é considerada um dos mais importantes patrimônios artístico-culturais do estado. Fundada em 1976, interpreta um repertório que compreende todos os períodos da história da música escrita para orquestra: óperas, balés, concertos, poemas sinfônicos e grandes obras sinfônico-corais. Entre os regentes titulares de sua história figuram os maestros Wolfang Groth, Emilio de César, Sérgio Magnani, Carlos Alberto Pinto da Fonseca, Aylton Escobar, David Machado, Afrânio Lacerda, Holger Kolodziej e Marcelo Ramos. A OSMG diversificou sua atuação em óperas, balés, concertos, apresentações ao ar livre, na capital e no interior, executando um repertório que abrange todos os períodos da música sinfônica, do barroco ao contemporâneo.