Firjan homenageia senadores da Frente Anticorrupção

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 6 de setembro de 2011 as 13:57, por: cdb

Senadores da Frente Suprapartidária Anticorrupção foram homenageados na Federação das Indústrias do Rio de Janeiro por suas manifestações e ações em defesa da ética e moralidade na política. Eles foram condecorados nesta terça-feira, na sede da Firjan, com a Medalha Mérito Industrial, mais alta honraria da entidade.

homenagem
Senadora Ana Amélia (PP-RS), um integrantes da Frente Suprapartidária Anticorrupção, homenageada pela Firjan nesta terça-feiraira

Durante o ato, o sistema Firjan lançou o “Manifesto do Empresariado Brasileiro em Favor da Ética na Política”, que reitera princípios de defesa da ética na política e da transparência no trato da coisa pública.

Integram a lista dos homenageados pela Firjan, os senadores Paulo Paim (PT-RS), Ana Amélia Lemos (PP-RS), Randolfe Rodrigues (PSol-AP), Cristovam Buarque (PDT-DF), Luiz Henrique (PMDB-SC), Casildo Maldaner (PMDB-SC), Mozarildo Cavalcante PTB-RR), Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE), Marcelo Crivella (PR-RJ), Pedro Taques (PDT-MT) e Eduardo Suplicy (PT-SP).

Ainda como parte da estratégia de mobilização social para apoiar as medidas de combate à corrupção adotadas pela presidente Dilma Rousseff, os parlamentares participaram também de debate na Associação Brasileira de Imprensa (ABI). Os senadores discutiram no Rio de Janeiro propostas com o intuito de garantir a ética no trato das ações de governo.

Manifestações

Paralelamente às comemorações do Dia da Independência, serão realizadas nesta quarta-feira  manifestações contra a corrupção e a impunidade em Brasília, Porto Alegre, Rio de Janeiro, e outras capitais. As mobilizações contam com o apoio dos senadores da Frente Suprapartidária Anticorrupção.

De acordo com o senador Pedro Simon (PMDB-RS), mais de 22 mil pessoas já confirmaram presença, por meio de redes sociais, na Marcha Contra a Corrupção, que será realizada em Brasília. O ato terá início às 10h no gramado em frente ao Museu Nacional.

– Esta é a primeira vez em que atos públicos são convocados no país, através das redes sociais e, pelo resultado verificado recentemente nos países árabes, estamos esperançosos, disse Simon.

Comments are closed.