Senadores apresentam, na ABI, pacote de medidas contra corrupção 

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 6 de setembro de 2011 as 11:08, por: cdb

Senadores da Frente Suprapartidária de Combate à Corrupção reuniram-se nesta terça-feira (6) com a diretoria da Associação Brasileira de Imprensa (ABI), no Rio de Janeiro, para apresentar um “pacote de medidas” de combate à corrupção. Dentre as propostas do grupo, estão o fim do voto secreto no Congresso e a transformação em crime hediondo dos delitos de concussão, corrupção passiva e corrupção ativa.

Veja mais

Manifesto do Empresariado Brasileiro em favor da Ética na Política

– A ABI abraçou nossa causa e prometeu ajudar a levar nossas demandas à sociedade. Precisamos mobilizar a sociedade contra a corrupção e a impunidade – disse o senador Randolfe Rodrigues (PSol-AP) em entrevista à Agência Senado após o encontro.

Randolfe salientou que o debate não pode ficar restrito ao Congresso Nacional. De acordo com o parlamentar, outros temas considerados essenciais para envolver a população são a aplicabilidade imediata da Lei da Ficha Limpa, a adoção dos mesmos critérios previstos na lei para nomeação em cargos de confiança, além de maior celeridade no julgamento de crimes de corrupção.

OAB

A pauta de propostas do movimento e as estratégias para mobilizar a população foram discutidas pelos parlamentares durante encontro realizado na segunda-feira (5) na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB Nacional). A reunião contou com as presenças do presidente da entidade, Ophir Cavalcante, do secretário-geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), dom Leonardo Ulrich Steiner; do representante da ABI, Tarcísio Holanda; do coordenador da Marcha contra a Corrupção de Brasília, Rodrigo Montezuma, além de senadores integrantes do movimento suprapartidário contra a corrupção: Pedro Simon (PMDB-RS), Luiz Henrique (PMDB-SC),Pedro Taques (PDT-MT), Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE), Ricardo Ferraço (PMDB-ES) e o próprio Randolfe Rodrigues.

O objetivo, conforme Randolfe, é conseguir a adesão de outras entidades e mobilizar a sociedade a partir de suas redes.

– Essas mobilizações espontâneas, por meio das redes sociais, são importantes para ampliar a discussão e envolver a sociedade – disse o senador ao citar a realização, nesta quarta-feira (7), Dia da Independência, de manifestações contra a corrupção e a impunidade em capitais do país, organizadas por meio de ferramentas de relacionamento na internet.

Homenagem

Os senadores da Frente Suprapartidária Anticorrupção foram homenageados, no início da tarde desta terça-feira (6) na sede da Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan). Eles foram condecorados com a Medalha Mérito Industrial, mais alta honraria da entidade, por suas manifestações e ações em defesa da ética e moralidade na política.

Durante o evento, o sistema Firjan lançou o “Manifesto do Empresariado Brasileiro em Favor da Ética na Política”, que reitera princípios de defesa da ética na política e da transparência no trato da coisa pública.

Participaram da cerimônia os senadores Pedro Simon, Randolfe Rodrigues, Jarbas Vasconcelos, Ana Amélia (PP-RS), Casildo Maldaner (PMDB-SC), Cristovam Buarque (PDT-DF), Eduardo Suplicy (PT-SP), Marcelo Crivella (PRB-RJ), Mozarildo Cavalcanti (PTB-RR) e Pedro Taques (PDT-MT).

Rodrigo Baptista / Agência Senado