Senadora petista rebate críticas sobre lotes de cargos

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 29 de setembro de 2003 as 19:40, por: cdb

A senadora Serys Slhessarenko (PT-MT) rebateu nesta segunda-feira no plenário do Senado a acusação de que o governo estaria loteando a administração pública. Ela expôs um levantamento sobre a ocupação de cargos comissionados no governo segundo o qual até junho o governo havia operado substituições em apenas 9.063 dos 35.564 cargos de alto escalão.

– Os opositores falam que Lula está loteando o governo e nós, do PT, da base aliada do governo Lula, reclamamos que as mudanças têm sido tímidas, lentas demais – disse a senadora.
Serys explicou que o percentual de nomeações aumenta nos cargos que exigem maior grau de confiança, o que “não poderia ser diferente, é claro”, segundo ela. Das 51 vagas em cargos de natureza especial (NES), os petistas teriam preenchido 46 (90%) e nomeado 150 (88,57%) dos 169 cargos de direção e assessoramento superior 6 (DAS 6).

De acordo com a senadora petista, a equipe técnica nomeada pelo presidente Lula se diferencia da de seu antecessor pelo nível de escolaridade, ligeiramente superior. Segundo ela, 98% dos nomeados para cargos NES, 72% para cargos DAS e 79% dos novos ocupantes de funções gratificadas (FGs), acessíveis apenas a servidores efetivos, têm curso superior. 

– Como se pode ver, os fatos desmoralizam os argumentos da oposição. Se Lula fez algo de errado até aqui foi ainda não ter conseguido substituir todos aqueles que ajudaram o governo Fernando Henrique Cardoso a colocar o Brasil em uma situação pré-falimentar, legando uma crise aguda e grave que está sendo enfrentada agora pela gestão petista – afirmou.