Seminário em Recife debate realização da Fan Fest durante a Copa

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 25 de janeiro de 2012 as 13:00, por: cdb

25/01/2012 12:51:09

Teve início nesta quarta-feira, 25, em Recife, o 6º Seminário Fifa Fan Fest – Sedes, com representantes e gestores das 12 cidades brasileiras que receberão jogos do mundial de 2014. O diretor de Trânsito da Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC), Carlos Pires, e a coordenadora de Publicidade da prefeitura, Aline Kusiak, integram o seminário, cujo objetivo é apresentar os resultados das visitas de inspeção da Fifa aos locais sugeridos pelas sedes.

O evento foi aberto pelo gerente-geral de estratégias e marcas da Fifa, Ralph Straus, e pela diretora-executiva do Comitê Organizador Local (COL), Joana Havelange, que ressaltaram o objetivo da Fifa em tornar as Fan Festdo mundial do Brasil em uma lição de organização e mobilização dos brasileiros em todas as cidades-sede. No período da tarde, a Fifa inicia as reuniões individuais com cada sede. A reunião com os representantes de Porto Alegre será nesta quinta-feira, 26, último dia do seminário.

Na Capital, a Fifa inspecionou o Largo Glênio Peres, no Centro Histórico, e o Espelho D’Água e o Campo Ramiro Souto, no Parque Farroupilha (Redenção), espaços propostos pela prefeitura. O gerente-geral de marketing da Fifa no Brasil, Jay Neuhaus (foto), esteve nos locais ao lado do prefeito José Fortunati e do secretário extraordinário da Copa 2014, João Bosco Vaz, em outubro de 2011.

Fan Fest –  Lançada originalmente em 2002, durante a Copa da Coreia do Sul, funcionava como evento de apoio, destinado a animar os torcedores que não conseguiram lugar nos estádios. Na Copa da Alemanha, o projeto foi ampliado e mais de 18 milhões de pessoas se reuniram diante de telões instalados em 12 cidades do país.  A partir daí, a Fifa internacionalizou o evento em 2010. Além das nove cidades sede da África, seis metrópoles mundiais receberam a Fan Fest, entre elas, o Rio de Janeiro, reunindo quase 600 mil pessoas, entre torcedores e turistas estrangeiros na praia de Copacabana. 

O evento funciona durante os 31 dias de Copa do Mundo e exibe todos os 64 jogos do mundial. Nos dias em que não há partidas, promove atividades culturais e de lazer. Conforme recomendações da Fifa, a arena deverá ter capacidade para cerca de 20 mil pessoas, estar sempre com alta frequência e identificar a cidade para as transmissões de TV com uma grande logomarca. As imagens geradas no telão, por exemplo, são transmitidas para as outras Fan Fests no Brasil e em outras cidades do mundo e para o Centro Internacional de Transmissão da Fifa, o Internacional Broadcast Center (IBC), com aproveitamento de todos os veículos de comunicação do mundo. O espaço não poderá ser próximo ao estádio para não misturar com público de jogo.