Semed capacita educadores do programa “Paz nas Escolas”

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 6 de março de 2012 as 11:14, por: cdb

Tweet

   Centenas de professores da rede municipal de ensino recebem formação inicial do programa de ‘Educação para a Paz nas Escolas’, durante toda a semana, no auditório da Uniron, no shopping Porto Velho. O programa é realizado desde o ano passado pela Prefeitura de Porto Velho através do Departamento de Apoio ao Desenvolvimento do Ensino (Dade) da secretaria municipal de Educação (Semed), e tem como objetivo erradicar a violência e aumentar o rendimento escolar. Para 2012 deve atender 23 mil alunos de 60 escolas municipais.

    De acordo com Suzana Rodrigues, coordenadora do programa, neste ano foram investidos cerca de um milhão de Reais. “Tomamos a iniciativa de trazer este projeto para as escolas de Porto Velho com o objetivo de construir uma educação para a paz. A ideia deu tão certo que servimos de modelo para a rede estadual, que neste ano fará a implantação”, afirma. 

 Suzana conta que o investimento é recompensado quando observa a resposta do aluno, pois é o programa que trabalha ensinando as crianças a controlar o emocional. “Na escola Chiquilito Erse, muitos professores relataram sobre alunos que eram agressivos, que tinham dificuldade de aprendizado. Com o desenvolvimento do ‘Educação para a Paz’ que é ministrado por uma equipe de São Paulo da empresa Inteligência Relacional, os alunos demonstraram mudanças nas suas relações interpessoais e intrapessoais. Mostraram mais respeito ao próximo e tolerância as adversidades, que é a essência do programa de ‘Paz nas Escolas’”, esclarece.

   O encontro acontece sempre no horário contrário ao de trabalho do educador. E nos dias 28 e 29 pela parte da manhã, para trabalhar especificamente com os educadores dos 1°, 2° e 3° e 4° anos.

    Para Glaucia Negreiros do Dade, esta é mais uma etapa, sendo que em no início deste mês foi feito um seminário de sensibilização, tanto na comunidade como com os pais de alunos. “Hoje os educadores recebem os subsídios da metodologia de utilização do material didático do programa. Os educadores das 60 escolas municipais recebem o livro e os alunos do ensino fundamental também, a um custo unitário de 80 Reais”, conta.

   Ela explica que o material será trabalhado uma hora/aula por semana a critério da escola. E que pode ser trabalhado em conjunto com as disciplinas de português, história e geografia, e ainda o lado emocional da criança. “Queremos entender o ‘ser’ das crianças e sentir a vida deles”, disse Gláucia.

Diferencial

   Segundo Gláucia Negreiros, no ano passado foram atendidas 10 mil 102 crianças, agora serão 23 mil. Neste ano houve a ampliação para o atendimento para o 1° e 4° ano. “Foi feita uma avaliação no final do ano e os professores foram entrevistados e viram como positivo o programa.

Por: Rebeca BarcaFotos: Medeiros

Semed capacita educadores do programa “Paz nas Escolas”

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012 as 15:12, por: cdb

Tweet

   Centenas de professores da rede municipal de ensino recebem formação inicial do programa de ‘Educação para a Paz nas Escolas’, durante toda a semana, no auditório da Uniron, no shopping Porto Velho. O programa é realizado desde o ano passado pela Prefeitura de Porto Velho através do Departamento de Apoio ao Desenvolvimento do Ensino (Dade) da secretaria municipal de Educação (Semed), e tem como objetivo erradicar a violência e aumentar o rendimento escolar. Para 2012 deve atender 23 mil alunos de 60 escolas municipais.

    De acordo com Suzana Rodrigues, coordenadora do programa, neste ano foram investidos cerca de um milhão de Reais. “Tomamos a iniciativa de trazer este projeto para as escolas de Porto Velho com o objetivo de construir uma educação para a paz. A ideia deu tão certo que servimos de modelo para a rede estadual, que neste ano fará a implantação”, afirma. 

 Suzana conta que o investimento é recompensado quando observa a resposta do aluno, pois é o programa que trabalha ensinando as crianças a controlar o emocional. “Na escola Chiquilito Erse, muitos professores relataram sobre alunos que eram agressivos, que tinham dificuldade de aprendizado. Com o desenvolvimento do ‘Educação para a Paz’ que é ministrado por uma equipe de São Paulo da empresa Inteligência Relacional, os alunos demonstraram mudanças nas suas relações interpessoais e intrapessoais. Mostraram mais respeito ao próximo e tolerância as adversidades, que é a essência do programa de ‘Paz nas Escolas’”, esclarece.

   O encontro acontece sempre no horário contrário ao de trabalho do educador. E nos dias 28 e 29 pela parte da manhã, para trabalhar especificamente com os educadores dos 1°, 2° e 3° e 4° anos.

    Para Glaucia Negreiros do Dade, esta é mais uma etapa, sendo que em no início deste mês foi feito um seminário de sensibilização, tanto na comunidade como com os pais de alunos. “Hoje os educadores recebem os subsídios da metodologia de utilização do material didático do programa. Os educadores das 60 escolas municipais recebem o livro e os alunos do ensino fundamental também, a um custo unitário de 80 Reais”, conta.

   Ela explica que o material será trabalhado uma hora/aula por semana a critério da escola. E que pode ser trabalhado em conjunto com as disciplinas de português, história e geografia, e ainda o lado emocional da criança. “Queremos entender o ‘ser’ das crianças e sentir a vida deles”, disse Gláucia.

Diferencial

   Segundo Gláucia Negreiros, no ano passado foram atendidas 10 mil 102 crianças, agora serão 23 mil. Neste ano houve a ampliação para o atendimento para o 1° e 4° ano. “Foi feita uma avaliação no final do ano e os professores foram entrevistados e viram como positivo o programa.

Por: Rebeca BarcaFotos: MedeirosPróximo &gt