Semapa intensifica a produção de frango caipira nos polos agrícolas

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 26 de janeiro de 2012 as 21:08, por: cdb

A Secretaria Municipal de Agricultura, Pesca e Abastecimento (Semapa) reuniu produtores de oito comunidades rurais de São Luís para dar continuidades às atividades desenvolvidas na cadeia produtiva da avicultura. Como nos anos anteriores, serão disponibilizados pintos de raça “caipirão”, ração e assistência técnica aos agricultores familiares inscritos no programa, como forma de ampliar a produção de frangos de corte, criados de forma natural (galinha caipira), na Zona Rural da capital.A reunião dos produtores contou com a presença do titular da Semapa, Júlio França, dos agrônomos Silvio Muniz e Francisco de Assis da Costa, de dirigentes da área de produção, além de assessores e técnicos da Secretaria. Durante o encontro, os 39 produtores presentes foram divididos em dois grupos distintos para receber os animais e a ração balanceada, que serão liberados nos dias 02 e 08 de fevereiro próximo. Cada produtor vai receber três lotes de 100 pintos e ração mensalmente, durante um período de 90 dias, tempo em que os primeiros frangos estarão prontos para o abate. A partir daí, a renovação do plantel ficará por conta do criador. Caberá à Semapa a assistência técnica integral aos criadores.Cadeia produtiva – Júlio França se mostrou otimista com a presença dos produtores familiares e disse que esta ação da Secretaria é mais um reforço à cadeia produtiva de avicultura, que recebe assistência da Prefeitura de São Luís, a exemplo de outros projetos de Desenvolvimento Rural Sustentável – DRS, como caprinocultura, suinocultura e horticultura. O secretário afirmou, ainda, que é intenção da Semapa estimular a criação de pequenos animais entre os produtores familiares dos polos de produção localizados na Zona Rural, como alternativa de renda e alimentação. Segundo Júlio França, com este reforço “o mercado consumidor de frangos caipiras vai poder contar, a princípio, com o incremento de dez toneladas de carne de ótima qualidade, além da oferta disponível na rede de feiras e mercados da capital. Isto vai aumentar a oferta do produto e regular o preço do quilo de frango”.

Para finalizar, o secretário disse aos produtores que a comercialização do frango é um desafio a ser vencido pela Secretaria e pelos criadores. Como contribuição imediata, a Semapa está garantindo espaço de venda dentro das 39 feiras livres móveis mantidas pela Prefeitura de São Luís em nove bairros da capital.