Semam prepara celebração para encerrar Semana Mundial das Águas

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 2 de março de 2012 as 09:01, por: cdb

Em 22 de março de 1992, a Organização das Nações Unidas instituiu a data oficialmente como Dia Mundial das Águas – uma pausa anual no calendário para se colocar em discussão, em todo o mundo, a maneira como os recursos hídricos do nosso planeta estão sendo utilizados. Em Teresina não será diferente. A Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semam), por meio da Prefeitura de Teresina, está preparando um evento de conscientização sobre o dia, em conjunto com diversas outras instituições, como Agespisa, DNOCS e Semar.

A Semam cuidará do encerramento da semana. Tudo está marcado para acontecer das 8h às 10h da manhã do dia 24 de março, um sábado. O local escolhido foi a Praça Monumento da Costa e Silva (conhecida como Praça da Cepisa), que fica às margens do Rio Parnaíba, no ponto de encontro entre as avenidas Maranhão e José dos Santos e Silva.

“A nossa intenção é marcar a passagem desse dia lembrando as pessoas da importância que as águas representam para todos nós. É uma questão que, sem dúvida alguma, merece ser olhada com bastante atenção”, explica Danilo Sousa, chefe do setor de Planejamento da Semam. 

Na ocasião, será realizada uma Blitz Ambiental com foco na questão das águas, aproveitando a abordagem dos motoristas, por parte da equipe do Núcleo de Educação Ambiental (Nea) da Semam, para a distribuição de informativos com dicas – muitas vezes bastante simples – para preservar este, que é um dos recursos naturais essenciais à vida, e que já é considerado extremamente raro em várias regiões do mundo.

Apesar de dois terços do planeta Terra serem formados pelo líquido, somente cerca de 0,008 % desse total pode ser encontrado próprio para consumo. Foi justamente pensando nisso que a ONU lançou a Declaração Universal dos Direitos da Água: um documento com dez artigos, destacando atitudes como o uso consciente e o dever de denunciar ações que prejudiquem esse recurso natural.

“As ações desse tipo, bem como a própria proposta da Semam, são focadas na Educação Ambiental porque esse é o melhor caminho. Nosso planeta já foi bastante prejudicado pelas gerações que viveram até hoje, mas nós, pessoas como eu, já estamos passando. Nosso papel agora é tentar consertar o que a minha geração fez ao não se preocupar com o meio ambiente, conscientizando as novas gerações do que é certo e de como a natureza deve ser tratada”, explica Deocleciano Guedes, secretário municipal de Meio Ambiente e Recursos Hídricos.