Sem-terra e governo fazem acordo sobre área ocupada

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 5 de abril de 2006 as 12:24, por: cdb

O Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) e o governo federal chegaram a um acordo, nesta quarta-feira, sobre a ocupação, desde março, do terreno do Projeto de Irrigação Salitre, em Juazeiro, no norte baiano. A área pertence à Companhia de Desenvolvimento dos Vales do Rio São Francisco (Codevasf). O presidente da Codevasf, Luiz Carlos de Farias, disse que as ações que cabem à companhia e ao Ministério da Integração Nacional começarão a ser implantadas o mais rápido possível.

– Todas as ações serão atendidas. Algumas não eram específicas da nossa responsabilidade, mas a gente se propôs a articular com órgão para viabilizar essas ações – disse Luiz Carlos. Ele explica que os agricultores pediam a fiscalização e avaliação de projetos de assentamento de 800 famílias. Segundo ele tais ações serão de responsabilidade do Incra. Para a Codevasf ficará o estudo de projetos de irrigação para os assentamentos, construção de barragens e poços artesianos além da liberação de recursos para o reflorestamento de matas ciliares.

O coordenador estadual do MST na Bahia, Oronildo Costa, acredita que o encontro foi bastante positivo.

– Acredito que foi um encontro vitorioso porque os trabalhadores reivindicavam o assentamento de 800 famílias e assim que o Incra assumir a infra-estrutura será possível negociar o assentamento – disse.

Costa disse ainda que o ministro da Integração Pedro Brito, que intermediou a reunião, se comprometeu a fazer com o MST uma parceria para recuperar as margens do São Francisco. O diretor do MST acredita que as ações estejam concretizadas até o fim deste ano.