Seleção sub-20 empata com o Paraguai

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sábado, 18 de janeiro de 2003 as 12:00, por: cdb

O Brasil jogou com muita garra e conquistou nesta sexta-feira um empate heróico com o Paraguai em 1 a 1, em seu primeiro jogo do hexagonal final do Campeonato Sul-Americano Sub-20.

Jogando com dois atletas a menos durante todo o segundo tempo, a seleção brasileira conseguiu suportar a pressão do Paraguai para arrancar o empate e manter a invencibilidade no torneio.

A missão do Brasil na partida ficou difícil no último minuto do primeiro tempo, quando Dudu e Daniel Carvalho foram expulsos.

O líder do hexagonal final é a Colômbia, que na partida de abertura da rodada dupla desta sexta-feira na cidade de Maldonado goleou o Equador por 4 a 1. No outro jogo, realizado na quinta-feira, Argentina e Uruguai empataram em 1 a 1.

O jogo
Credenciado pela melhor campanha na primeira fase (quatro vitórias, 15 gols marcados e nenhum sofrido), o Brasil entrou em campo como favorito. Mas nos primeiros minutos a seleção não conseguiu passar pela defesa paraguaia.

Apenas aos 13min a equipe chegou. Num lance de habilidade envolvendo três jogadores, a bola sobrou para Daniel Carvalho, que mandou à queima-roupa para grande defesa do goleiro Silva.

No lance seguinte, o Paraguai chegou pela primeira vez e conseguiu o que nenhuma outra equipe havia conseguido: marcar um gol no Brasil. Aproveitando um contra-ataque Avalos, livre na área, tocou na saída do goleiro Jefferson.

O Brasil não se assustou com o gol e chegou ao empate sete minutos depois. Daniel Carvalho fez boa jogada e tocou para Carlos Alberto, que arriscou de fora da área e acertou o ângulo do gol defendido por Silva.

Apesar do empate, o Brasil não demonstrava um bom futebol, principalmente na defesa, que quase entregou o gol para o Paraguai aos 23min. Aos 40min, foi a vez do Brasil levar perigo, em cobrança de falta defendida por Silva.

Quando faltavam poucos segundos para terminar a etapa inicial o volante Dudu recebeu uma bola e deu um tapa no rosto Avalos. O jogador recebeu o cartão vermelho do árbitro chileno Carlos Chandía. Iniciou-se uma confusão e Daniel Carvalho acabou sendo expulso também.

Com dois jogadores a menos, o Brasil se encontrou em campo e voltou melhor no segundo tempo. Logo aos 2min Dagoberto arriscou de longe e mandou à esquerda do gol. Dez minutos depois o jogador do Atlético-PR fez grande jogada e só não marcou porque um zagueiro paraguaio tirou a bola em cima da linha.

Pouco antes foi a vez de Daniel salvar em cima da linha uma cabeçada de Barreto, que teve outra chance em cobrança de falta.

Mas os melhores lances do jogo foram do Brasil, que só não conquistou a vitória porque um chute de Jean bateu no travessão aos 28min e outro de William explodiu na trave aos 42min.