Seis ataques contra órgãos de segurança marcam o domingo em SP

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 3 de novembro de 2003 as 01:44, por: cdb

O presídio de segurança máxima do Tremembé, no interior paulista, foi alvo de ataques no último domingo. Um grupo de vários homens disparou contra as muralhas e jogou um artefato explosivo. Ninguém fugiu, apesar de ter havido uma tentativa de resgate. Com este, já são pelo menos seis ataques contra bases de órgãos de segurança.

Na zona noroeste de São Paulo, na noite de domingo, um policial militar morreu quando a base onde ele estava foi vítima de diversos tiros de metralhadora e fuzis.

Na região central de São Paulo, também no domingo, um policial militar foi baleado quando homens num carro Gol dispararam contra a viatura onde o policial estava, na Rua Paim, região da Bela Vista. O PM não corre risco de perder a vida.

Na Vila Prudente, Zona Leste de São Paulo, uma base da Guarda Civil Metropolitana foi vítima de disparos de fuzis. Há a informação de que dois guardas ficaram feridos.

Quatro homens armados com fuzis e metralhadoras atiraram uma granada no interior de uma viatura da PM, no cruzamento da Avenida Industrial com a Rua Caneleiras, no bairro Jardim, em Santo André. O artefato não explodiu e uma equipe do Gate foi até o local e detonou explosivo.

O ataque mais recente foi na noite deste domingo contra uma base da PM na Avenida Cupecê, no Jardim Miriam, Zona Sul de São Paulo. Há a informação inicial de dois policiais feridos.