Secretário de Administração explica realização de concurso público

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 28 de março de 2012 as 15:47, por: cdb

24/03/2012 18h43 – Atualizado em 24/03/2012 18h43 Secretário de Administração explica realização de concurso público Iramar Cândido é secretário Municipal de Administração e Modernização e esclarece sobre a realização de concurso público do município. (Foto : divulgação ASCOM)

 

Repórter: As inscrições para o concurso já estão abertas desde a última segunda-feira. Quais são a informações mais importantes para os candidatos aos cargos do município?

Iramar Cândido:As inscrições iniciaram no dia 19 de março [segunda-feira], às 10h, e seguem até o dia oito de abril, à meia noite. É importante explicar isso, porque o dia nove [de abril] é o último dia de pagamento, mas a inscrição só estará disponível até o dia oito. É o prazo limite para as pessoas entrarem no site e efetuarem as inscrições. Posteriormente, você pode olhar no site os dados já cadastrados. De posse do comprovante de pagamento, vai haver um período em que o candidato poderá entrar no site e fazer a confirmação da sua inscrição no concurso.

R: O edital sofreu duas alterações importantes nos últimos dias. O que motivou estas mudanças.

I.C.:As mudanças que houve foram: a mudança da categoria da Carteira de Habilitação de “E” para a categoria “D”, no cargo de motorista; e a data do concurso de nível médio, que estava programada para o dia 22 de abril e mudou para o dia seis de maio. Foram duas alterações muito importantes e houve muita procura sobre estas duas situações. A preocupação da mudança da data foi, principalmente, porque neste período de planejamento, houve o lançamento do concurso da Caixa Econômica [Federal]. Preocupados que pudesse não haver estrutura física para a realização destes dois concursos, achamos melhor mudar a data da realização da prova de nível médio para o dia seis de maio. As provas do nível fundamental e do nível superior continuam marcadas para o dia 29 de abril.

R: Qual tem sido a receptividade da população ao concurso?

I.C.: Muito boa.Os cursinhos estão abarrotados de pessoas se preparando. O que temos visto é o empenho, interesse e seriedade dos candidatos, além da credibilidade que o município tem com a população. A nossa preocupação foi encontrar uma instituição que demonstrasse capacidade e idoneidade para a realização do concurso, para que não houvesse margem para especulações negativas. O que temos visto e ouvido é que este é um concurso onde será aprovado quem atingir as metas estabelecidas no concurso.

R: Imperatriz ficou quatro anos sem a realização de concurso municipal. Como foi feito para não prejudicar o serviço público?

I.C.: Nós retiramos aqueles cargos que a Justiça não reconhecia e realizamos seletivos. Foram diversos seletivos, para todas as secretarias, para que o município não ficasse sem os serviços e dando oportunidade para que qualquer cidadão pudesse entrar para o serviço público. Outro fato relevante neste período em que não houve concurso, foi a chamada de excedentes do concurso de 2008. Nós ultrapassamos a barreira de 2,1 mil candidatos convocados. É um fato relevante porque, neste concurso, foram abertas cerca de 900 vagas e nós acabamos convocando 2,1 mil pessoas para a Prefeitura.

R: Hoje o quadro municipal é composto de quantos servidores?

I.C.: Concursados, hoje nós temos cerca de 6,2 mil servidores. Tem mais os seletivados e os nomeados, o que nos deixa com cerca de 7,4 mil funcionários.

R: Podemos dizer, então, que um terço dos servidores do município foram convocados pela atual gestão?

I.C.: Comparando o quantitativo que tínhamos com o número de chamados, é relevante. Mas há um outro dado, que é a saída de servidores. A cada ano várias pessoas saem do quadro, se aposentam, conseguem outro emprego. Então nós temos que repor estas perdas. Além disso, a demanda do município é crescente. Então estamos sempre chamando novos servidores.

R: Qual a previsão de homologação do concurso público?

I.C.:A previsão do resultado final é para o fim de junho e, a partir daí, o concurso será homologado. Depois da homologação, fica a critério da Prefeitura a convocação dos aprovados. Nós temos um cronograma e acreditamos que, antes do calendário eleitoral, vamos conseguir cumprir todas essas metas. Se não houver nenhum problema alheio a nossa vontade, acredito que será possível cumprir todos os prazos.

R: Há previsão de uma nova convocação de candidatos do concurso de 2008?

I.C.:Esse concurso de 2008, que está em vigência, será finalizado no dia 19 de maio e não cabe mais prorrogação. Até lá, acredito que deve haver mais uma convocação. O importante é que de forma alguma o município ficara sem o serviço, pois os servidores que estão aqui estão desenvolvendo, sejam nomeados, seletivados ou concursados.

R: Além das vagas oferecidas, há um limite de convocação de reservas?

I.C.: Nós tivemos uma preocupação que não foi tomada em outros concursos. Nós enviamos para a Câmara [Municipal] e ela aprovou que o concurso possa convocar até cinco vezes o número de vagas. Assim, se lá tem dez vagas, nós podemos convocar 50. A lei já autoriza o gestor a convocar estes excedentes. Agora, o município tem a demanda, mas também tem a questão financeira. O município precisa ter a sua saúde financeira. Temos a lei de responsabilidade fiscal que limita a quantidade de gastos com pessoas, servidores. O município precisa estar atento a isso. Deixamos essa demanda para que, havendo a necessidade e os recursos, o município pode chamar. E, assim como o concurso de 2008, este concurso pode ser prorrogado por mais dois anos. No caso do de 2008, vão completar quatro anos e nós ainda estamos convocando. Então, para quem ficar nas posições excedentes, as chances de serem chamadas são grandes. A chance é, realmente, muito boa.

R: Qual a recomendação inicial dada pela Secretaria de Administração aos interessados no concurso?

I.C.: Nós temos procurado alertar para que as pessoas baixem o edital da internet, venham na Prefeitura da rua Rui Barbosa, no Shopping Imperatriz, para que a pessoa não perca prazos e saiba as informações gerais do concurso. No edital explica todas as situações. Para quem é portador de necessidade especial, para quem não tem condições de pagar a inscrição, enfim. Todas as informações relativas ao concurso estão no edital. Antes de qualquer outra coisa, o candidato deve conhecê-lo.