Secretária de Saúde participa de reunião com Ministro para credenciamento do Hospital Municipal da Criança

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 24 de janeiro de 2012 as 13:36, por: cdb

A secretária municipal de Saúde, Tatiana Medeiros, estará na tarde desta quarta-feira, 25, em Brasília, onde cumpre agenda na Coordenação Geral de Urgência e Emergência do Ministério da Saúde, em busca da implantação da segunda UPA (Unidade de Pronto Atendimento) para Campina Grande.

A primeira UPA de porte 3, com capacidade para 450 atendimentos diários, incluindo ortopedia e traumatologia, e cobertura populacional de 300 mil habitantes, será inaugurada ainda no primeiro semestre deste ano. A segunda UPA pleiteada pelo município e cujo projeto já foi encaminhado ao Ministério da Saúde, será de porte 1, para dar cobertura aos outros 100 mil habitantes do município, explicou a secretária.

Na quinta-feira, 26, Tatiana Medeiros estará reunida com o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, e com o chefe de gabinete do ministro, Mozart Sales, em busca do credenciamento do Hospital Municipal da Criança e do Adolescente, que também deve ser inaugurado até o final de março.

“Tanto a UPA quanto o hospital são projetos de importância incalculável para a atenção hospitalar da cidade”, disse a secretária de Saúde, acrescentando que o projeto já tinha sido encaminhado para o Ministério da Saúde e que, quando Mozart Sales esteve na cidade para a entrega da UBSF Dr. Antônio Aurélio de Oliveira Ventura, no Cinza, visitou as instalações do hospital.

O Hospital Municipal da Criança e do Adolescente irá funcionar no prédio da antiga Mater Dei, que foi desapropriado pela Prefeitura Municipal e está passando por reparos e pequenas adaptações na estrutura física. A secretária de Saúde informou que a unidade hospitalar será responsável, inicialmente, pela população formada por crianças e adolescentes do município e estimada em 130 mil, conforme o Censo 2010 do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

“Mas, até o final do ano, a previsão é que o atendimento seja ampliado e tenhamos um Hospital Municipal Geral”, informou Tatiana Medeiros, acrescentando que está sendo finalizado o edital de processo de seleção pública dos profissionais que irão trabalhar tanto no hospital quanto na UPA.