Sebrae se esforça para diminuir informalidade

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 21 de janeiro de 2005 as 14:06, por: cdb

O presidente do Serviço Brasileiro de Apoio à Micro e Pequena Empresa (Sebrae), Paulo Okamotto, disse nesta sexta-feira, em entrevista à Rádio Nacional AM, que a instituição tem se empenhado em combater a expansão da informalidade. Segundo ele, esse esforço está expresso na série de regras da Lei Geral da Micro e Pequena Empresa.

– A Lei do Micro-Empreendedor ou Pré-Empresa é um passo importante, pois facilitará muito a abertura e a relação administrativa que as nossas empresas precisam ter com o Estado de uma maneira única – destacou.

Segundo Okamotto, essa dinâmica facilitará também o cumprimento da legislação e da carga tributaria.

– Isso piora muito porque, quando uma pessoa está na informalidade, não paga impostos, não tem acesso a créditos, a financiamentos e prejudica quem está pagando impostos.

Para Okamotto o Sebrae precisa ajudar a melhorar o ambiente legal, porque a informalidade é decorrente da necessidade que as pessoas têm de exercer alguma atividade econômica, mas também da alta carga tributária para os pequenos negócios.

– É por isso que temos chamado a tenção do governo para fazer com que a carga tributária seja a menor possível.

Na sua avaliação, se houver um aumento do número de pessoas trabalhando e estas pagarem menos, se poderá, ao mesmo tempo, “diminuir a carga tributária e manter a necessidade dos estados e dos municípios à frente dos seus compromissos como prestadores de serviço para a população”.

Para o empresário que esta abrindo seu pequeno negócio, Okamotto disse que é possível procurar o Sebrae e obter informações e orientação que o auxiliem a conduzir o empreendimento, evitando problemas.

– É só ele chegar e dizer que quer abrir uma empresa e o Sebrae dá todas as informações – ressaltou.

Okamotto lembrou que isso também vale para quem já está em atividade e quer melhorar ou fazer novos investimentos. Segundo ele, com um quadro de 4.500 funcionários diretos em todo o Brasil, o Sebrae está preparado para atender a todos os interessados.