Se a inflação caiu, os juros também têm que cair, diz Alencar

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 18 de setembro de 2003 as 20:30, por: cdb

Indagado sobre a redução de dois pontos percentuais na taxa básica de juros nesta quarta-feira, o vice-presidente da República, José Alencar, que chegou a provocar um mal-estar com a equipe econômica por conta de seus insistentes pedidos para que o Banco Central derrubasse os juros, disse na cerimônia de comemoração dos 175 anos do Supremo Tribunal Federal que não é contra as decisões do Copom, mas destacou que a partir do momento que a inflação caiu é preciso que os juros também caiam.

– Sobre isso nós temos de conversar longamente. Eu não sou contra as decisões do Copom. Nunca falei sobre isso. Sou contra o regime de juros vigente no Brasil. No passado nós tivemos uma inflação muito grande que prevaleceu por muitos anos. Na época, as taxas de juros nominais eram altas. A inflação era altíssima. Vê bem: a inflação caiu e os juros continuaram nas alturas. Então, é preciso que nós rompamos com isso – disse Alencar.
 
Indagado se a redução de dois pontos percentuais na taxa básica de juros pelo Copom foi o início desse rompimento com o sistema de juros altos citado por ele, Alencar respondeu: “Acho que sim. Isso aí é uma cruzada. Vocês (jornalistas) têm que ajudar”.