Schumacher é roubado em milhares de dólares. E nem percebe

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 5 de novembro de 2002 as 23:56, por: cdb

Stephen Troth, um bancário britânico de 42 anos, especializou-se, nos últimos anos, em desviar milhões de dólares da conta de clientes famosos, como o pentacampeão mundial de Fórmula 1 Michael Schumacher. O mais incrível? Nenhum dos lesados percebeu o roubo.

Troth foi condenado nesta terça-feira por um tribunal de Mônaco a quatro anos de prisão e ao pagamento de uma multa no valor de 30 mil euros. A acusação: enriquecimento ilícito.

O bancário aproveitou o cargo de gerente do HSBC Republic no principado mais badalado do mundo, famoso por seus cassinos e pelo rigoroso sigilo bancário, para se apoderar de nada menos que 20 milhões de dólares da conta de clientes.

Os promotores alegaram que Troth ficou deslumbrado com o estilo jet-set de seus clientes e, na tentativa de levar uma vida à altura das celebridades, tratou de desviar dinheiro de 20 contas.

Além de Schumacher, outros que contribuíram para engordar o cofrinho de Troth foram o piloto de rali alemão Armin Schwarz e a cantora francesa Liane Foley.

Com o dinheiro em caixa, Troth adquiriu duas mansões e contratou um arquiteto para reformá-las.

A festa acabou em maio de 2001, quando uma auditoria interna no banco revelou que Troth havia feito quase 150 retiradas as contas de clientes.