Schumacher dispara na ponta

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 4 de abril de 2004 as 10:17, por: cdb

O alemão Michael Schumacher conformou seu favoritismo, venceu o Grande Prêmio do Bahrein e disparou na liderança do Campeonato Mundial de F-1, com 30 pontos. O piloto da Ferrari tem 100% de aproveitamento, além de ter largado na pole em todas as provas.

O brasileiro Rubens Barrichello obteve mais um segundo lugar e está atrás do companheiro de equipe na competição, com 21 pontos. Juan Pablo Montoya, da Williams, vinha em terceiro até o final, mas teve problemas no câmbio e perdeu a posição para Jenson Button, da BAR.

A largada manteve a dupla da Ferrari na frente, com Montoya em terceiro. Takuma Sato, da BAR, tomou a poisção de Ralf Schumacher, e acabou tirando o alemão da pista na quinta volta, quando seria ultrapassado pelo rival da Williams, que foi parar na areia e teve que fazer um pit stop. Voltou em 17º.

O motor de Kimi Raikkonen estourou na sexta volta, e o finlandês da McLaren saiu do circuito ainda sem nenhum ponto este ano, pois não conseguiu completar nenhuma prova.

Após a primeira leva de pit stops, que aconteceu entre a oitava e a 12ª volta, as primeiras posições voltaram a ter os mesmos donos: Schumacher, Barrichello e Montoya. O brasileiro da Ferrari deu uma fechada em Jarno Trulli, da Renault, nos boxes, e o incidente será investigado pela FIA.

Depois disso, Schumacher passou a abrir vantagem em relação a Barrichello a cada volta. Quando estava 14 segundos na frente do brasileiro, fez o segundo pit stop, na 24ª volta. Os outros pilotos também pararam e novamente as três primeiras posições ficaram iguais, após a 27ª volta, quando Rubinho fez sua parada.

A prova apresentou características próprias, devido ao fato de o circuito estar no meio de um deserto. O vento leva areia para a pista e atrapalha a aderência dos carros. Mas essa particularidade da corrida não atrapalhou Schumacher que voltou com folga à primeira posição após o terceiro pit stop. Barrichello e Montoya, como fizeram durante toda a corrida, se limitaram a ver o alemão reinar, de longe.

Mas o colombiano teve problemas com o câmbio de sua Williams no final e perdeu o terceiro lugar do pódio para o inglês Jenson Button, da BAR.