Schumacher brinca que choraria se fosse Barrichello

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 19 de outubro de 2006 as 11:12, por: cdb

O piloto alemão Michael Schumacher concedeu sua primeira entrevista, nesta quinta-feira, desde que chegou ao Brasil para o GP de Interlagos e não poupou seu ex-companheiro Rubens Barrichello.

Concorrido, o evento realizado em São Paulo contou a participação em massa da mídia. Entre eles, a dupla do Pânico na TV Vesgo e Sílvio Santos. Sem perder a chance de cutucar Barrichello, eles perguntaram ao alemão o que ele faria se, um dia qualquer, acordasse e visse que era o brasileiro, e não mais a si próprio.

Schumacher deu boas risadas com a pergunta inusitada, hesitou em responder e, logo em seguida, fez sinal de que choraria, em alusão ao hábito de Barrichello quando vence um corrida.

Sobre a sua aposentadoria, o alemão voltou a negar qualquer possibilidade de rever sua decisão. Ele deixa as pistas no final desta temporada.

– A decisão foi tomada de maneira consciente e não teria sentido mudá-la. Não sei o que irei fazer depois, mas vou ter bastante tempo par pensar e a vida oferece várias oportunidades – afirmou.