Schalken é campeão do Brasil Open

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 14 de setembro de 2003 as 16:26, por: cdb

O holandês Sjeng Schalken (segundo cabeça-de-chave) derrotou o alemão Rainer Schuettler (cabeça número 1), por 6/2 e 6/4, neste domingo, e faturou o título do Brasil Open. A partida durou uma hora e 17 minutos. Foi a primeira final do torneio sem brasileiro: em 2001 Fernando Meligeni ficou com o vice; no ano passado, Gustavo Kuerten faturou.

Pela vitória, o holandês vai levar 35 pontos na Corrida dos Campeões (que conta os resultados do ano) e US$ 52 mil em premiação. Já o vice conquista 24 pontos e US$ 30,6 mil.

Foi o terceiro campeonato de Schalken no ano – ganhou também os ATPs de Praga e s´Hertogenbosh – e o nono da carreira.

Os dois já tinham se enfrentado quatro vezes, com três vitórias do holandês. A última havia sido no Aberto dos EUA, pelas oitavas-de-final.

Schalken entrou mais decansado, pois seu adversário nas semifinais, o argentino Gaston Etlis, desistiu quando o europeu vencia por 6/2 e 2/0. Já o alemão teve de jogar três sets para passar por Gustavo Kuerten.

O holandês começou mais disposto na partida e conseguiu quebras no terceiro e sétimo game. A solidez no fundo de quadra não apareceu no jogo de Schuettler e ele levou 6/2, em 35 minutos.

O segundo set foi mais equilibrado. Schuettler conseguiu uma quebra no segundo game, mas levou o troco logo em seguida. O alemão tentava jogar com algumas bolas baixas, com slice, já que o rival tem dificuldade em dobrar os joelhos. A tática falhou e ele levou outra quebra no sétimo. Com isso, o holandês fechou em 6/4.

A série durou 39 minutos.