SBT pensa em acabar com ‘Domingo Legal’ ao vivo

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 24 de setembro de 2003 as 11:08, por: cdb

Após a celeuma ocorrida com a entrevista falsa com supostos integrantes do PCC no programa “Domingo Legal”, o SBT já pensa em deixar de transmitir o programa ao vivo. Segundo o jornal Diário de S. Paulo, a atitude da emissora visaria possibilitar o veto dos diretores a eventuais reportagens polêmicas e também acalmar anunciantes.

O apresentador Gugu Liberato foi convidado a comparecer à Comissão de Ciência e Tecnologia da Câmara às 11h30 desta quarta-feira para falar sobre o caso. Contudo seu advogado, Adriano Sales Vanni, já deu a entender que o apresentador não aceitará o convite, como fez ontem, quando faltou a audiência na Assembléia Legislativa, para a qual também foi convidado.

Nesta quinta-feira, Gugu deve depor no Deic (Departamento de Investigações Criminais), que apura a falsa entrevista com dois supostos integrantes da organização criminosa PCC, que, encapuzados, faziam ameaças a várias personalidades, como o vice-prefeito de São Paulo, Hélio Bicudo, e o padre Marcelo Rossi, e apresentadores de outras emissoras.

Um dos homens confessou à polícia que a entrevista foi uma farsa e que foi pago para participar. Até agora, Gugu Liberato tem negado sua participação na reportagem e responsabilizado a equipe de produção do programa.

Os dois atores, que se passaram por criminosos na entrevista, e o produtor da farsa, conhecido como Barney, já foi indiciados por crime de apologia ao crime. Barney, dono do revólver mostrado pelos atores, também foi indiciado por porte ilegal de arma.