São Paulo vence a Lusa por 3 x 1

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sábado, 26 de outubro de 2002 as 19:10, por: cdb

O São Paulo venceu a Portuguesa por 3 x 1, na tarde deste sábado, em partida realizada no estádio do Canindé e consolidou-se na primeira colocação do Campeonato Brasileiro de Futebol com 40 pontos em 21 jogos.

A partida começou de forma eletrizante. Em 15 minutos de jogo o gol esteve por sair em quatro oportunidades. Três delas para o São Paulo. Na melhor delas, aos cinco minutos de partida, Kaká bateu falta rasteira e quase enganou o goleiro Bosco.

A Lusa não demorou para reagir. Aos 8min., Rocha fez boa jogada no meio de campo, passou por dois e entregou a Ricardo Oliveira que, da intermediária, obrigou o goleiro Rogério Ceni a uma bela defesa.

Os 15 minutos iniciais de bom futebol foram trocados pela violência. Aos 17min, Gustavo Nery recebeu cartão amarelo por falta violenta em Ricardo Oliveira. Aos 28min, foi a vez da Lusa que, com César, derrubou Kaká de forma brutal, mas sequer recebeu cartão amarelo.

Na falta originada pelo zagueiro da Portuguesa, Rogério Ceni castigou o excesso de violência da Lusa. O primeiro gol tricolor na partida saiu em cobrança perfeita do goleiro, que não deu chances para Bosco.

Após o gol, a equipe do Morumbi relaxou e a Lusa não demorou para aproveitar a sonolência do São Paulo. Aos 42min, Alex Alves cobrou escanteio, Ameli falhou e Luiz Henrique subiu sozinho para empatar a partida.

O segundo tempo começou equilibrado, mas a melhor oportunidade, até os 15min, foi da Portuguesa. Aos 12min, Julio recebeu colado a grande área e soltou a bomba. A bola passou muito próxima a trave de Rogério.

Um dos chavões mais conhecidos no futebol brasileiro se encaixou de forma brilhante após os 15 minutos de partida. “Quem não faz toma”. Aos 17 min., Gustavo Nery desceu pela linha de fundo, cruzou, e Luis Fabiano, que era dúvida antes da partida começar, não desperdiçou. São Paulo 2 x 1.

O segundo gol da equipe do Morumbi desanimou a Lusa que mais uma vê falhou na marcação. Aos 28min, Adriano, que havia acabado de entrar, cobrou falta da esquerda e Luis Fabiano apareceu, sem qualquer marcação, para aumentar o placar para o São Paulo.

O terceiro gol da equipe de Oswaldo Oliveira acabou com as esperanças da Portuguesa, que diminuiu o ritmo da partida. Melhor para a torcida tricolor, que com menos de 35 minutos, já gritava “olé”.

SÃO PAULO 3 x 1 PORTUGUESA

São Paulo
Rogério Ceni, Gabriel, Ameli, Julio Santos, Gustavo Nery, Maldonado (Júlio Baptista), Fábio Simplício, Ricardinho, Kaká (Adriano), Luís Fabiano (Leandro) e Reinaldo
Técnico:Edu Marangon

Portuguesa
Bosco, Ricardo Lopes, Luis Henrique, César, Julio, Rocha, Lelo (Alex Xavier), Sandro Fonseca, Alex Alves, Edson Araújo e Ricardo Oliveira (Danilo)
Técnico:Oswaldo Oliveira

Data:26/10/2002 (sábado)
Horário: 16h
Local: Canindé, São Paulo
Juiz: Edílson Pereira de Carvalho
Cartões amarelos: Gustavo Nery e Reinaldo (SP) ;Édson Araújo e César (P)
Gols: Rogério Ceni, aos 28 min do 1ºT, Luiz Henrique, aos 41min. Do 1ºT, Luis Fabiano (2), aos 18 e aos 28min. Do 2ºT. Ricardo Oliveira