São Paulo transfere presos para conter onda de violência

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sábado, 8 de novembro de 2003 as 16:33, por: cdb

A Secretaria de Segurança Pública ordenou neste sábado a transferência de 13 lideranças criminosas dos presídios do estado para a cadeia de segurança máxima de Presidente Bernardes, no interior, com o objetivo de impedir uma megarrebelião neste fim de semana e de conter a onda de violência contra a polícia no estado.

Entre os transferidos está Lourinaldo Gomes Flor, o “Louro”, um dos principais financiadores da facção criminosa que estaria por trás dos ataques à polícia. Todos os transferidos são suspeitos de participação nos recentes ataques.

A ordem para realizar as transferências veio depois de a polícia ter interceptado ligações telefônicas entre os presos, nas quais se discutia a realização de novos ataques e de uma grande rebelião nos presídios.

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, disse que pretende criar uma força-tarefa contra o crime organizado envolvendo Rio de Janeiro e Minas Gerais. “Vou levar uma proprosta de unir esforços. Já há uma troca de informações entre as polícias estadual e federal”, disse Alckmin. A proposta deve ser entregue por Alckmin ao ministro da Justiça, Márcio Thomaz Bastos, em encontro na próxima semana.

Na madrugada deste sábado, a polícia sofreu mais seis ataques em todo o estado. Este já é o sexto dia de ataques consecutivos, elevando para 38 o número de atentados desde o último domingo.