São Caetano decide futuro na Libertadores

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 8 de abril de 2004 as 12:09, por: cdb

 O São Caetano decide seu futuro na Taça Libertadores enfreentando nesta quinta-feira o Peñarol às 21h15, no Anacleto Campanella, e precisa de uma vitória para continuar dependendo apenas de suas forças para se classificar como segundo colocado do Grupo 1, uma vez que basta um empate ao América, do México, que pega o The Strongest, em casa, para garantir a primeira colocação do grupo. O América tem 10 pontos, enquanto São Caetano, Peñarol e The Strongest possuem apenas quatro pontos.

Mesmo classificando-se em segundo lugar, o São Caetano dependeria do desempenho dos outros grupos da Libertadores. Apenas os cinco melhores segundo colocados se classificam automaticamente. Os quatro piores fazem uma repescagem, decidindo outras duas vagas.

Para o time do técnico Muricy Ramalho, inicia-se nesta quinta uma seqüência de quatro jogos decisivos em menos de dez dias. Depois do Peñarol, o São Caetano faz a primeira partida da decisão do Campeonato Paulista, contra o Paulista de Jundiaí, domingo, no Pacaembu. Na quinta-feira, dia 15, vai a La Paz, enfrentar o The Strongest, e no domingo, dia 18, faz o jogo-de-volta contra o Paulista.

A ordem no São Caetano é para os jogadores se concentrarem apenas no confronto do Peñarol, mas para um time que nunca conquistou um título desde que subiu às divisões principais do futebol brasileiro, a ansiedade pela final do Paulista é enorme.

O próprio Muricy tem ressaltado aos jogadores a importância de ser o primeiro colocado.
“Vivemos num País onde o vice-campeonato não vale nada”, explicou o treinador. Nas últimas horas, Muricy preocupou-se em decifrar o esquema tático do Peñarol e a conclusão foi interessante: “É um time que joga parecido com o nosso: uma marcação muito forte no meio-campo, uma saída rápida ao ataque e muitas bolas alçadas na área.”