Santos dá show nas Libertadores

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 6 de fevereiro de 2003 as 13:48, por: cdb

Demorou 19 anos para o Santos voltar à Copa Libertadores. E na madrugada desta quinta-feira, o atual campeão brasileiro fez valer cada ano que ficou fora da principal competição sul-americana. Jogando em Cali, o Santos goleou o América por 5 a 1.

Com a vitória, o Santos já assumiu a liderança do grupo 3 da Libertadores. O time brasileiro está empatado em pontos com o 12 de Octubre, do Paraguai, mas fica na frente no saldo de gols. Também nesta quinta, o time paraguaio estreou na competição vencendo o El Nacional, do Equador, por 3 a 1.

A estréia do Santos foi também a melhor de um time brasileiro na competição até aqui. Corinthians e Grêmio jogaram em casa e sofreram para vencer Cruz Azul e Pumas, ambos mexicanos. O Paysandu, quarto representando brasileiro na competição, irá estrear no dia 13, contra o Sporting Cristal, em Lima, no Peru.

Santos e 12 de Octubre, inclusive, irão fazer um confronto de líderes no próximo dia 20. A partida será disputada na Vila Belmiro, em Santos. No dia 26, El Nacional e América completam a segunda rodada do grupo.

O jogo
O Santos começou muito bem o jogo, buscando o gol e pressionando o América. A equipe colombiana,mesmo jogando em casa, demorou para partir ao ataque. Tocando bola com velocidade e também arriscando chutes de fora da área, o time santista ameaçou várias vezes o gol do América.

Apenas aos 13min e aos 24min o time de Cali chegou com muito perigo. Nos dois lances, a zaga santista não foi bem nas bolas altas e Ferreira teve liberdade para cabecear. O América só não abriu o placar nestes dois lances porque o goleiro Fábio Costa fez lindas defesas.

Mesmo com as chances do América, o Santos continuou melhor em campo. E abriu o placar aos 28min. Léo fez jogada individual, avançou para a área colombiana e bateu para o gol. A bola desviou no zagueiro Luis Asprilla e tirou o goleiro Viáfara da jogada.

Com a vantagem do Santos no placar, o jogo ficou equilibrado. Mas numa nova falha da zaga santista em uma bola cruzada o América empatou o jogo. Aos 37min, Banguero pegou bem de cabeça e marcou. Os jogadores do time colombiano, porém, não tiveram tempo para comemorar. No minuto seguinte Alex cobrou falta com força e voltou a colocar o Santos na frente.

O time brasileiro voltou para a segunda etapa com a mesma disposição, além de apertar a marcação e acabar com as chances de ataque do América. Assim, logo aos 6min Robinho acertou a trave do América, após trocar passes com o lateral Léo.

Não demorou, porém, para o Santos ampliar sua vantagem. Aos 13min, Ricardo Oliveira recebeu a bola, encarou a marcação de Asprilla e bateu para o gol, marcando o terceiro. Dois minutos depois, o time brasileiro trocou passes no ataque, Robinho apenas deixou a bola chegar até Diego. O meia bateu forte e marcou um lindo gol.

Encantados com o bom futebol santista, os torcedores colombianos aplaudiram os jogadores Diego e, principalmente, Robinho, quando os dois foram substituídos 32min do segundo tempo. Nenê e Fabiano entraram na equipe santista.

Com a boa vantagem, o time do Santos diminuiu o ritmo. Sem a mesma disposição no ataque, a equipe brasileira apenas controlou o jogo. Mesmo sem forçar, o time santista ainda achou tempo para marcar mais um. Aos 44min, Ricardo Oliveira aproveitou cruzamento para fazer seu segundo no jogo.

AMÉRICA 1 X 5 SANTOS

Local: Estádio Pascual Guerrero, em Cali, na Colômbia
Árbitro: Luis Solórzano (Venezuela)
Assistentes: Gustavo Bran e Rafael Yañez (Venezuela)
Cartões amarelos: Ricardo Oliveira (S), Bustos (A), Banguero (A)
Gols: Léo, aos 28min, Banguero, aos 37min, e Alex, aos 38min do primeiro tempo; Ricardo Oliveira, aos 13min, Diego, aos 15min, e Ricardo Oliveira, aos 44min do segundo tempo

América
Julián Viáfara; Iván López, Luis Asprilla, Pablo Navarro y Rubin Bustos; Jorge Banguero, Fabián Vargas, James López (Moreno); David Ferreira; Julián Vásquez e Oscar Villarreal (Romero)
Técnico: Fernando Castro

Santos
Fábio Costa; Reg