Salário do trabalhador encolhe 14,6% em um ano, segundo o IBGE

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 22 de outubro de 2003 as 11:11, por: cdb

O rendimento médio real do trabalhador caiu 14,6% no mês de setembro deste ano, em comparação com o mesmo mês do ano passado, segundo a Pesquisa Mensal de Emprego (PME), divulgada nesta quarta-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatítica (IBGE). A média dos salários ficou em R$ 834,20 (cerca de 3,5 salários mínimos). Em relação a agosto deste ano, a renda caiu 2,4%.

De agosto para setembro deste ano, o rendimento apresentou variação positiva em Belo Horizonte (1,4%), permaneceu estável nas regiões metropolitanas de Recife (0,1%) e Porto Alegre (0,3%) e caiu em Salvador (-2,6%), no Rio de Janeiro (-1,6%) e em São Paulo (-4,3%).

Na comparação com setembro de 2002, o rendimento apresentou quedas consideráveis nas seis regiões pesquisadas: Recife (-13,3%), Salvador (-5,4%), Belo Horizonte (-11,8%), Porto Alegre (-9,1%), Rio de Janeiro (-16,0%) e São Paulo (-15,9%).

Quanto à posição na ocupação, na comparação com setembro de 2002, os mais atingidos são os trabalhadores por conta própria, que tiveram perda real de 19,8%. Na parcela dos trabalhadores com registro na carteira de trabalho a queda foi de 12,3% e na dos empregados sem carteira de trabalho assinada, -2,2%.

Já a taxa de desocupação no país em setembro, que mede as pessoas que procuraram algum tipo de trabalho no período da pesquisa, ficou praticamente estável em relação a agosto deste ano – 12,9% contra 13%. No entanto, na comparação com o mesmo mês do ano passado, a taxa de desocupação cresceu 1,4 ponto percentual. Em setembro de 2002, o indicador ficou em 11,5%.

O mercado de trabalho continuou apresentando sinais de informalização, absorvendo um contingente considerável de trabalhadores sem registro na carteira de trabalho. Este número aumentou 2,3% em relação a agosto e 8,7% na comparação com setembro de 2002, o que representa, neste caso, um aumento de 334 mil pessoas no total das seis regiões pesquisadas.