Rússia nega apoio militar aos EUA contra o Afeganistão

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 20 de setembro de 2001 as 10:50, por: cdb

O chefe de Estado maior da Rússia, general Anatoly Kvashnin, disse que a Rússia não tomará parte em uma operação militar do governo americano contra o Afeganistão, que está abrigando o militante saudita Osama Bin Laden, principal suspeito pelos atentados do dia 11 de setembro.

O general Kvashnin, que está em visita ao Tadjiquistão, disse que o principal objetivo russo é inspecionar as tropas do país que guardam as fronteiras do Afeganistão com os países aliados da Rússia, na Ásia Central.

O chefe de Estado-maior russo também se reuniu com o presidente do Tadjiquistão, Emomali Rakhmonov.

O ministro da Defesa do Tadjiquistão disse que o país não oferecerá qualquer espécie de colaboração em um efetivo militar contra o Afeganistão.

Roteiro asiático

Na terça-feira, o governo tadjique havia dito que o país estava pronto para colaborar com o governo dos Estados Unidos no combate ao terrorismo.

O chefe do Conselho de Segurança da Rússia, Vladimir Rushailo, está percorrendo países da Ásia Central para discutir medidas antiterrorismo a serem adotadas conjuntamente pela Rússia e as nações da região.

Após ter visitado o Cazaquistão e o Uzbequistão e se reunido com os presidentes desses países, Rushailo é aguardado na capital tadjique, Dushanbe.

A adoção de uma política comum antiterrorista foi uma determinação do presidente russo, Vladimir Putin, tomada após os atentados contra alvos americanos.