Rótulos de alimentos contêm informação errada

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 31 de maio de 2006 as 15:39, por: cdb

O Observatório de Políticas de Segurança Alimentar e Nutrição da Universidade de Brasília (UnB) analisou 1.789 rótulos de alimentos vendidos no Brasil e constatou que parte deles continha informações enganosas.

– Encontramos na nossa pesquisa muitos rótulos com algum tipo de engano, o que pode levar o consumidor ao erro. Observamos que, dos produtos analisados, 19% apresentaram algum tipo de engano – disse a pesquisadora da universidade Naíra Domingos.

– Pode parecer pouco, mas são mais de 300 produtos que estão nas prateleiras dos supermercados e podem levar o consumidor ao erro – afirmou, em entrevista à Rádio Nacional.

Naíra Domingos esclareceu que as embalagens de óleos vegetais que afirmam que o produto não contém colesterol é um dos exemplos de mensagens enganosas.

– É uma mensagem literalmente verdadeira, porque o óleo vegetal não contém colesterol, mas pode enganar o consumidor, na medida em que ele pode interpretar que apenas aquela marca não contém colesterol porque ela faz a alegação – explicou.

A pesquisadora acrescentou que este é também o caso do leite de soja, que não contém lactose, e algumas marcas se aproveitam dessa propriedade para informar na embalagem, dando margem a enganos por parte do consumidor.

Ela aconselhou o consumidor a ler todas as informações contidas nas embalagens dos produtos.

– Todos os consumidores devem ler não apenas o painel principal, mas também a tabela de informação nutricional e também a lista de ingredientes. Dessa forma se pode conhecer melhor o produto que está comprando. Isto é importante para as pessoas que têm alimentação especial, como os diabéticos, mas é válido para a população em geral – afirmou.