Rosinha Matheus acusa secretário de Fazenda de desviar salários

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 5 de janeiro de 2007 as 18:44, por: cdb

A ex-governadora do Rio Rosinha Matheus nega que tenha deixado em caixa dinheiro insuficiente para o pagamento de salários de servidores. Segundo ela, os recursos deixados garantem “com folga o cumprimento do calendário de pagamento”.

Mais cedo, o atual governador do Estado, Sergio Cabral Filho, disse que recebeu das mãos da antecessora um caixa com “muito menos” que os R$ 634,7 milhões anunciados por ela na despedida do cargo. Ele não quis dar o valor exato, mas disse que sua equipe se esforça para pagar os salários de todos os servidores na próxima semana.

O secretário da Fazenda, Joaquim Levy, afirmou que não tem certeza de que conseguirá pagar os salários de todos os servidores na próxima semana. Os pagamentos da próxima segunda-feira, de servidores que recebem até R$ 500, estão garantidos com o desbloqueio de R$ 120 milhões vindos da anulação de um decreto da ex-governadora.

Rosinha acusou Levy de mentir sobre os recursos e de ter a intenção de aplicar o dinheiro dos salários no mercado financeiro em vez de realizar os pagamentos.

– Garanto que existe dinheiro para pagar em dia os servidores, aliás como sempre fiz. O que pretendem é aplicar por alguns dias os recursos no mercado financeiro, prejudicando a vida de milhares de funcionários. Isto é jogo sujo -, disse Rosinha

Levy reagiu estupefato às acusações.

– Eu não tenho esse dinheiro (para aplicar)! Eu não tô entendendo. Eu vou aplicar o dinheiro que eu não tenho?! -, questionou.