Rosinha comemora dois milhões de refeições no Restaurante Betinho

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 13 de junho de 2003 as 11:14, por: cdb

Para comemorar a marca de dois milhões de refeições servidas a R$ 1, a governadora Rosinha Garotinho almoça nesta sexta-feira no Restaurante Popular Betinho, na Central do Brasil.

– O Betinho foi a nossa primeira unidade, inaugurada em novembro de 2000. De lá para cá, o programa demonstrou que deu certo e só temos a comemorar. Não é qualquer restaurante que pode comemorar dois milhões de pratos servidos em pouco mais de dois anos. A população aprovou a idéia e por onde passamos as pessoas pedem mais restaurantes – destacou a governadora, que irá à Central do Brasil acompanhada do secretário de Ação Social, Fernando William.

A festa no Restaurante Popular Betinho começou logo cedo, às 8h30, com uma apresentação das nutricionistas do estabelecimento sobre a função dos alimentos. Durante a palestra, foi servido um café da manhã para 30 convidados, escolhidos entre os clientes mais assíduos do restaurante. Na hora do almoço, será feita a avaliação nutricional daqueles que desejarem. O prato principal será peixe, escolhido por seu alto valor nutricional. Como sobremesa, será servido um bolo preparado especialmente para a ocasião.

Para completar a programação comemorativa, José Xavier da Silva, de 78 anos, considerado símbolo do Restaurante Betinho, receberá uma homenagem especial. Morador de Duque de Caxias, onde também existe uma unidade do programa de segurança alimentar, Xavier da Silva almoça diariamente no restaurante. E faz questão de sempre ser o primeiro cliente atendido.

Coordenados pela Secretaria estadual de Ação Social, os restaurantes populares fazem parte da política de segurança alimentar do governo Rosinha Garotinho e são mantidos com recursos do Fundo Estadual de Combate à Pobreza. O estado tem seis restaurantes populares, além do Betinho: Dom Hélder Câmara (Duque de Caxias), Getúlio Vargas (Bangu), Jorge Amado (Niterói), Madre Tereza de Calcutá (Nova Iguaçu), Mário Covas (Itaboraí) e Jorge Curi (Maracanã). Ao todo, servem 19 mil refeições diárias a R$ 1.