Ronaldo não salva o Real Madrid

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sábado, 19 de outubro de 2002 as 17:31, por: cdb

Iniciando o jogo, pela primeira vez desde a sua chegada a Madri, Ronaldo não trouxe sorte ao Real.

Neste sábado, a mais badalada equipe do futebol mundial perdeu para o Racing Santander, por 2 x 0, com gols de Regueiro e Munitis. O confronto abriu a sexta rodada do Campeonato Espanhol.

Foi o terceiro jogo do Fenômeno pela equipe madrilena. O brasileiro, que por sinal fez uma discretíssima atuação, havia entrado no decorrer das partidas contra Alavés (quando marcou dois gols, na vitória por 5 x 2) e Bétis (1 x 1).

Com o resultado, o Real (que perdeu a sua invencibilidade) continua com 11 pontos, quatro a mais que o Racing. O Celta de Vigo, líder da competição com 13 pontos, enfrenta neste domingo o Rayo Vallecano.

Jogando na casa do adversário o Real Madrid, sem Figo e Raul, foi facilmente envolvido pelo Racing. Munits, logo a 1mim, fez bonita jogada individual e finalizou com o pé esquerdo.

A pressão continuou, com Ismael de cabeça (aos 6min) e Regueiro (aos 8min), após bom passe de Munitis.

O Real Madrid ameaçou o Racing somente aos 20min, com Ronaldo, em jogada individual.

Foi apenas isso no primeiro tempo. Depois de desperdiçar outras chances com Javi Guerrero, Nafti e Pablo Sierra, o Racin abriu o placar, aos 40min. Nafti fez linda jogada pela esquerda, chegou à linha de fundo e cruzou na medida para Regueiro, que chutou de primeira.

No final da primeira etapa Roberto Carlos chutou longe do gol e Zidane finalizou em cima de Ceballos.

O panorama da partida não mudou após o intervalo. Aos seis minutos, o Racing voltou a mexer no placar. E com muito estilo. Javi Guerrero tocou para Munitis, que dominou a bola e tocou por cima de Casillas, que sequer esboçou reação.

Melhor em campo, o Racing continuou em cima do Real mas não ameaçou tanto o rival, pouco eficiente nos contra-ataques. Os torcedores do Racing pareciam não acreditar no que presenciaram.