Rollemberg quer discutir uso melhor de área desmatada para aliviar pressão sobre florestas 

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 6 de setembro de 2011 as 11:51, por: cdb

O presidente da Comissão de Meio Ambiente (CMA), senador Rodrigo Rollemberg (PSB-DF), vai propor a realização de audiência pública para discutir estudo mostrando que a maior parte das áreas desmatadas na Amazônia está subutilizada. Para ele, o país pode melhorar a produtividade da pecuária e liberar área para a expansão da agricultura, reduzindo a necessidade de novos desmatamentos.

Veja mais

Estudo mostra utilização de terras desmatadas na Amazônia

Veja o estudo completo

Rollemberg quer discutir o assunto com os responsáveis pelo estudo, realizado pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) em parceria com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa).

– Tenho convicção de que as demais comissões que estão analisando o código aceitarão que seja uma audiência conjunta – disse, referindo-se às comissões de Agricultura e Reforma Agrária (CRA) e de Ciência, Tecnologia, Comunicação, Inovação e Informática (CCT).

De acordo com o estudo, 447 mil km² de florestas foram transformados em pastagens, em um sistema de produção extensivo com poucas cabeças por área. Em discurso no Plenário, Rollemberg disse considerar que o país dispõe de conhecimento para aumentar a produtividade por hectare, “mantendo o mesmo rebanho ou ainda crescendo o rebanho”, e liberar terra para a agricultura.

Relator do projeto de reforma do Código Florestal(PLC 30/2011) na CMA, Jorge Viana (PT-AC) também considera que o estudo contribui para a discussão da matéria, pois amplia a base técnica e científica à disposição dos senadores.

– A decisão será política, mas, na dúvida, precisamos olhar para a realidade singular do país e para a ciência. Estudos como esse nos ajudam a encontrar solução para muitos problemas ­ – avalia Jorge Viana.

Iara Guimarães Altafin / Agência Senado