Roberto Freire diz que o programa Fome Zero é ‘equivocado’

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 14 de setembro de 2003 as 22:11, por: cdb

O presidente nacional do Partido Popular Socialista (PPS), deputado federal Roberto Freire (PE), fez duras críticas ao programa do governo federal Fome Zero, considerando-o “uma prática neoliberal que não condiz com um governo que se pretenda de esquerda”. Ele qualificou o programa de “equivocado”, “assistencialista” e “centralizador”.

Para Freire, o Fome Zero é uma política compensatória que não provoca mudanças, não transforma. “O Brasil não precisa de compensação, mas de emprego, de renda”, afirmou durante a solenidade de refiliação do ex-ministro Raul Jungmann ao PPS, no plenário da Assembléia Legislativa.

Segundo ele, uma intervenção transformadora no Nordeste poderia ser realizada, por exemplo, pela transposição dos rios São Francisco e Tocantins. “Não se cria emprego com distribuição de R$ 50 em Guaribas (PI)”, afirmou, ao acrescentar que, por enquanto, o Fome Zero tem se limitado a este benefício e a doações de alimentos do Sul para o Nordeste, acarretando um gasto excessivo do custeio da máquina.