Roberto Brito doa US$ 800 mil em obras para Rede Cegonha

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 11 de novembro de 2011 as 22:33, por: cdb

O artista plástico pernambucano, Roberto Brito, doou mais de 800 mil dólares em obras para o programa Rede Cegonha. São dez telas, além da logomarca da campanha, que contam uma história que vai da concepção ao crescimento do bebê. A Rede Cegonha é uma estratégia inovadora do Ministério da Saúde que visa implementar uma rede de cuidados para assegurar às mulheres o direito ao planejamento reprodutivo e a atenção humanizada à gravidez.

A Rede Cegonha é um programa para dar atendimento integral a gestantes e bebês, com objetivo de combater práticas que influenciam as altas taxas de mortalidade materna e infantil, e foi elaborado influenciado pelo elevado número de gravidez indesejada, pela falta de acesso aos exames de pré-natal de qualidade, práticas inadequadas de parto, além da costumeira peregrinação de gestantes em busca de uma maternidade.

O programa foi lançado em 28 de março e era uma promessa da campanha de Dilma. Primeiramente o programa está sendo implantado em nove cidades: Manaus, Recife, Distrito Federal, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, Campinas, Curitiba, Porto Alegre e São Paulo, regiões que representam 13,38% do total de óbitos maternos ocorridos em 2009 (300 óbitos do total de 1.724), e 15,72% dos óbitos neonatais do total de 4.619 óbitos, sendo que 25% são óbitos que ocorrem no 1° dia de vida.

40% dos partos cesários

No Brasil, 40% dos partos pelo SUS são cesáreos, enquanto a Organização Mundial da Saúde (OMS) aceita um percentual de 15% para as cesarianas.

O Governo está preocupado também com a humanização do parto, pois 4,27% das mulheres que deram à luz na rede pública relataram maus tratos ou alguma forma de violência na hora do parto.

Fonte: da redação, com agências