Rivaldo sai do Milan

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 26 de setembro de 2003 as 11:25, por: cdb

O brasileiro Rivaldo rescindiu, nesta sexta-feira, seu contrato com o Milan, que era válido até 2005. Ele estava insatisfeito por ficar na reserva.

A decisão foi feita de forma consensual e o jogador não terá de pagar nada. “Todo o processo transcorreu de forma e serena e amistosa”, afirmou o vice-presidente do time, Adriano Galliani. O futuro do atacante ainda não foi divulgado.

“Foi uma rápida passagem, apenas uma temporada, mas muito importante porque tivemos um ano maravilhoso. Agradeço a ele por isso”, disse o dirigente.

Com Rivaldo, o Milan chegou ao título mais importante entre times europeus: a Copa dos Campeões, na temporada 2002/2003.

O brasileiro retribuiu os elogios. “Gostaria de agradecer a todos. Não estava passando por uma boa temporada, mas não quero procurar culpados por isso. Foi uma decisão pessoal e foi tomada depois de conversar com o clube.” As palavras do atacante foram traduzidas pelo ex-jogador Leonardo, atual dirigente do time italiano.

No começo da semana, o atleta se reuniu com o técnico Carlo Ancelotti e disse, após a conversa, que tinha “tirado um peso do estômago”.

A situação era tão tensa que, durante o aniversário do atacante Ronaldo, o próprio Fenômeno afirmou que iria conversar com a diretoria do Real Madrid para contratar o compatriota. O artilheiro do time espanhol deu a declaração em tom de brincadeira, mas não pensou assim. “Não acho que ele tenha brincado”, comentou.

Rivaldo chegou ao Milan no começo da temporada passada – logo após a conquista da Copa do Mundo da Coréia e do Japão -, depois de uma longa novela para se desligar do Barcelona.

Em competições oficiais, o brasileiro marcou oito gols pela equipe de Milão: cinco no Campeonato Italiano, dois na Copa dos Campeões e um na Copa Itália.