Rio terá memorial de Brizola

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 29 de março de 2006 as 10:57, por: cdb

A governadora Rosinha Garotinho e o vice-governador e secretário de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano, Luiz Paulo Conde, lançaram nesta quarta-feira, a pedra fundamental de construção do Memorial Brizola, com projeto do arquiteto Oscar Niemeyer.

O projeto prevê um grande salão de exposições, um auditório com capacidade para 300 pessoas e uma área onde ficarão os documentos sobre o líder político, que foi por duas vezes governador do estado, além do Rio Grande do Sul, seu estado natal.

O Memorial será construído dentro de um espelho d´água, que separa o monumento da rua e acrescenta beleza e imponência à obra, suspensa dois metros do solo. Será erguida uma base de 20 metros por 100 metros de onde surgem duas formas curvas que se cruzam no ar, a maior atingindo a altura máxima de 30 metros. Na área livre, protegida pela estrutura de concreto armado, ficará o acesso ao subsolo, onde serão guardados os documentos.

Ao custo de R$ 3,65 milhões, o memorial será construído em um terreno de propriedade do estado na Avenida Presidente Vargas s/n, em frente ao Centro Administrativo da Prefeitura do Rio, na Cidade Nova. A obra deve terminar até setembro.

A primeira contribuição para o memorial foi recebida pela governadora, um mês após a morte de Brizola, em 21 de junho de 2004, por meio de um CD com 550 fotos que registram o velório e o enterro do líder político em São Borja, no Rio Grande do Sul, cidade onde ele nasceu.