Rio passa a vender energia excedente

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 31 de janeiro de 2005 as 15:38, por: cdb

Ainda neste semestre, o estado do Rio de Janeiro passa da condição de importador de energia para exportador, vendendo 20% da produção excedente no mercado nacional. Isso será possível a partir da inauguração de duas termelétricas em Caxias (TermoRio) e em Macaé (Termelétrica do Norte Fluminense).

O secretário estadual de Energia, Indústria Naval e Petróleo, Wagner Victer, informou nesta segunda-feira que as duas unidades darão ao estado uma capacidade de geração instalada 20% maior do que sua demanda, cuja média é da ordem de 4,5 mil MW a 5 mil MW. Victer lembrou que há seis anos, o Rio de Janeiro importava 60% de energia elétrica de outros estados:

– Ele sai de uma situação de importador de 60% para uma posição em que vai ter um excedente de 20%.