Rio Grande do Sul cria o Disque-racismo

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 21 de janeiro de 2005 as 10:02, por: cdb

Os atos de racismo praticados no Rio Grande do Sul já podem ser denunciados pelo telefone 0800-5412333 ou no site da Assembléia Legislativa do Estado: www.al.rs.gov.br no link ouvidoria-geral. O “Disque-Racismo” vai atender de segunda à sexta-feira, das 8h30 às 18h30 e visa contribuir para a prevenção de ações criminosas.

Segundo o presidente do parlamento gaúcho, deputado Vieira da Cunha (PDT), o serviço se une a outras iniciativas e esforços na busca de uma sociedade mais fraterna, igualitária e democrática.

– A partir de agora, ações desse tipo não ficarão impunes, pois as denúncias recebidas na ouvidoria serão encaminhadas e servirão para inibir atitudes discriminatórias – afirmou.

Durante a solenidade de lançamento e assinatura do protocolo de intenções para a criação do “Disque-Racismo”, o presidente do Conselho de Participação e Desenvolvimento da Comunidade Negra do Estado (Codene/RS), Flávio Luis Silva e Souza, disse que o racismo é praticado, muitas vezes, de forma sutil e velada, mas não deixa de ser crime. O serviço, segundo ele, vai proteger o cidadão que sofre a discriminação e não tem a quem recorrer.

– Embora o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística estime que a comunidade afro-descendente representa apenas 15% da população gaúcha, o índice chega a 40% no Rio Grande do Sul – garantiu Souza.

Ele anunciou que vai sugerir ao governador Germano Rigotto a criação de uma Secretaria de Combate ao Racismo e a formação de uma equipe para atuar na defesa da igualdade, de forma itinerante, em todo o estado.